Tendências

China testa drone taxi com passageiro

Companhia chinesa Ehang anunciou que já realizou mais de mil em mais diferentes situações

Após dois anos de sua primeira apresentação, a fabricante chinesa Ehang anunciou que já vem testando o modelo Ehang 184 com êxito. A aeronave foi concebida para ser um taxi aéreo autônomo. Segundo a companhia, que postou um vídeo na sua página com os testes, foram mais de 1 mil voos realizados na China em diferentes situações.

Totalmente autônomo, o taxi aéreo decola, traça a rota, desvia de obstáculos e pousa sozinho

Criado a partir de uma fibra de carbono e estrutura de liga de alumínio, o drone gigante comporta uma pessoa e atinge velocidade máxima de 130 km/h. A companhia afirma ainda que a Ehang 184 pode voar a velocidade de cruzeiro por 25 minutos, seguindo uma recarga de uma hora de seus motores elétricos, além de suportar a força de sete ventos de tufão.

Por ser um quadricóptero, a Ehang nomeia o veículo como drone. Totalmente autônomo, o taxi aéreo decola, traça a rota, desvia de obstáculos e pousa sozinho. Em caso de erro, um piloto profissional supostamente pode intervir e assumir os controles remotamente.

Segundo o CEO da Ehang, Huazhi Hu, os testes permitiram à empresa demonstrar a segurança e estabilidade dos veículos. “Temos a segurança dos passageiros em primeiro lugar. Estou realmente animado com os testes do Ehang 184 e ansioso para saber o que o futuro nos reserva em termos de mobilidade”, afirmou.

Nos mais de mil voos de teste, o drone chegou a realizar uma subida vertical de 300 metros, transportar mais de 230 kg, seguir uma rota com extensão de 15 km e alcançar 130 km/h em velocidade de cruzeiro. Embora não haja previsão de lançamento, a Ehang firmou um acordo com o Estado de Nevada (EUA) para realizar mais testes e possui outro com o governo de Dubai (Emirados Árabes).

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.