book_icon

Plataforma digital usa IA para serviços de mobilidade urbana

Sistema MobQI, desenvolvido pela startup JMMTech, integra informações sobre transporte, serviços e pessoas
Plataforma digital usa IA para serviços de mobilidade urbana

Promover a mobilidade através de uma plataforma digital que integre todos os serviços de modais urbanos. Esse é o objetivo do MobQI, lançada pela startup mineira JMMTech em parceria com a Microsoft. Com o uso de Inteligência Artificial (IA), o aplicativo facilita a mobilidade urbana ao convergir informações úteis sobre transporte, serviços e pessoas.

Com a Inteligência Artificial, plataforma mapeia os pontos de transporte público, além de possibilitar a chamada de táxis, ambulâncias, acionar a polícia e até os bombeiros, utilizando um sistema que integra vários serviços para empresas, usuários e governos

A princípio, o MOBQI funciona integralmente no modal de transportes coletivos nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte, mas o foco, segundo a empresa, é que a tecnologia atenda principalmente a pequenas cidades de até 10 mil habitantes. Segundo o responsável pela startup Ernani Machado, o Brasil é o primeiro a disponibilizar a plataforma para usuários e a intenção é incluir, ainda neste ano, análise de algoritmos de semáforos para controle de tráfego também.

Basicamente, a diferença do MobQI para outros aplicativos é a convergência dos serviços com o uso de IA. Além de informações sobre os modais públicos de transportes, o MobQI é capaz de reunir informações de táxis, transporte individual privado de passageiros, como Uber e mototaxi, caso sejam regulamentados pela Prefeitura Municipal. A plataforma integra ainda estabelecimentos comerciais e órgão de segurança pública.

Sem revelar valores de investimentos, Machado conta que 38 cidades testam atualmente a tecnologia e a expectativa é que, a partir do lançamentos oficial, todas passe a usar oficialmente a plataforma digital. O MOBQI possui uma plataforma que fornece um levantamento de dados sobre mobilidade urbana, ocorrências policiais e chamadas de emergência para municípios e órgãos públicos parceiros.

Essas informações são recolhidas por meio de apps ou mini rastreadores instalados nos veículos cadastrados – ônibus, trem, taxis, viaturas, etc. – e distribuídas aos parceiros por meio de um software, em tempo real. Os dados também ficarão disponíveis para acesso dos usuários.

“Cidades que não possuam um banco de dados sobre mobilidade urbana terão muitos benefícios com as informações reunidas pelo nosso serviço”, destaca Machado. No caso das chamadas de emergência, as informações são levadas a unidades de gerenciamento específicas, que poderão ser interligadas à sala comando de cada órgão.

Para as empresas, o MOBQI disponibiliza ainda serviços de monitoramento de frotas por um custo baixíssimo. As companhias que aderirem ao serviço poderão receber informações em tempo real sobre localização, rota percorrida, abastecimento e manutenção da frota, entre outros.

IA

mobilidade urbana

MobQI

plataforma digital

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.
Revista Digital

Agenda & Eventos

Cadastre seu Evento