Informe aqui

Cisco acelera transformação da rede digital com novas tecnologias de virtualização e segurança

Estudo divulgado pelo IDC revela que 45% das empresas planejam investir em redes preparadas para a jornada digital até 2019

A Cisco anuncia o lançamento de novas tecnologias que permitem a virtualização das redes com segurança para acelerar a jornada da transformação digital. As redes atuais foram projetadas apenas para fornecer conectividade rápida e confiável. Porém, para acompanhar o cenário atual de mobilidade, uso de dispositivos de IoT e aplicações na nuvem, estão lutando para combater ameaças virtuais mais sofisticadas. Este é um dos motivos que as organizações em todo o mundo deverão triplicar a adoção de redes modernas e automatizadas nos próximos dois anos, como afirma o estudo recente da IDC, encomendado pela Cisco.

E para atender essa demanda, a Cisco apresenta uma nova abordagem a partir do Digital Network Architecture, trazendo uma nova plataforma de hardware e serviços de rede virtual que podem ser utilizados até nas filiais. A Cisco oferece uma solução que possibilita às empresas virtualizarem seu perímetro de rede. Outra inovação exclusiva do DNA é o fornecimento segmentado e definido por software em toda a rede – do endpoint a nuvem -, com total visibilidade dos aplicativos.

“Por meio do DNA as empresas podem trilhar o caminho da virtualização de uma forma confiável e segura fazendo com que a rede seja a primeira camada de segurança, pertimindo automação e o gerenciamento de toda a infraestrutura fim a fim, elementos fundamentais da solução”, destaca Marco Sena, diretor de vendas para Redes e Cloud da Cisco América Latina.

Implantando Serviços em minutos
Ao longo da última década, as equipes de TI mudaram a forma de projetar e implantar data centers para ajudar as organizações a se beneficiarem com a virtualização e computação em nuvem. Agora, as redes corporativas estão passando por mudanças semelhantes. Com o Cisco DNA, as organizações podem ampliar os serviços de rede, como roteamento ou segurança e um conjunto diversificado de plataformas nas filiais, campus, colocation centers e na nuvem pública.

Ao separar o hardware do software, o Cisco DNA permite a ampliação de velocidade e flexibilidade e ainda forma um amplo conjunto de soluções de virtualização de rede com inovações em duas áreas-chave:

• Enterprise Network Functions Virtualization (NFV) Platform é uma tecnologia emergente que aumenta a flexibilidade e agilidade para locais remotos virtualizando redes de filiais. A Cisco está trazendo uma nova plataforma construída para filiais, o Cisco Enterprise Network Computer System (ENCS 5400 Series), que ajuda o mercado corporativo a acelerar as implantações do Enterprise NFV; e o ENCS permite que os clientes ampliem roteamento, segurança, otimização de WAN e outros serviços de rede para seus ambientes de filiais e,

• Virtualização do perímetro de rede é o gateway de uma organização para a Internet. Enquanto os perímetros tradicionais de rede estática estão lutando com a realidade da era digital, a solução Cisco Secure Agile Exchange virtualiza o perímetro da rede e o estende até os colocation centers. Isso permite que as organizações conectem seus clientes, funcionários e parceiros de forma dinâmica usando serviços de rede virtualizados on-demand.

Aumentando a visibilidade e a aplicação da ameaça:
A rede pode favorecer a visibilidade no tráfego de rede e inteligência de ameaças. Com Cisco DNA a rede pode ser usada para detectar rapidamente as ameaças de segurança cibernética e, rapidamente tomar as medidas para detê-las.

Novos recursos de segurança introduzidos hoje incluem:
• Visibilidade e controle: O Cisco Identity Services Engine (ISE) fornece a visibilidade e controle de usuários e dispositivos de rede. ISE 2.2 possibilita uma visibilidade ainda mais profunda incluindo a detecção de comportamento irregular. Além disso, também oferece controle com capacidade de definir os conjuntos de políticas “DEFCON” que permitem aos clientes escalar suas respostas e ameaças e,

• Segmentação definida por software:Cisco TrustSec possibilita a segmentação pelo software para isolar ataques e restringir movimentos de ameaças de rede. Essa segmentação dinâmica faz com que as mudanças de política de segurança sejam 98% mais rápidas do que os métodos tradicionais, com redução de 80% dos esforços operacionais. TrustSec 6.1 já está disponível em todo o portfólio de redes corporativas da Cisco e se integra ao Cisco ACI. Com esse avanço, o TrustSec permite a segmentação dinâmica em qualquer lugar da rede, desde o centro de dados até a nuvem.

Destaques do estudo IDC
O estudo global encomendado pela Cisco, e realizado pelo IDC, revela aumento na adoção de redes digitais. A pesquisa foi realizada com mais de 2.000 organizações globais de médio e grande porte em 10 países: Austrália, Canadá, China, França, Alemanha, Índia, Japão, México, Reino Unido e Estados Unidos.

Outros dados do estudo
• As organizações reconhecem claramente a necessidade de desenvolver suas redes: nos próximos dois anos, 45% dos clientes esperam que suas redes estejam preparadas para a era digital. Isso representa três vezes as taxas de adoção atuais;

• As redes modernas estão proporcionando benefícios reais e tangíveis: as empresas que investiram em recursos de rede modernos estão com crescimento de receita de 2-3 vezes, além de resultados como retenção de clientes e lucro. Eles também implantaram o dobro de iniciativas de transformação digital em comparação com as redes utilizadas;

• Taxas de adoção comparáveis entre o tamanho da empresa e vertical de indústria: verifica-se que os níveis de maturidade da rede são comparáveis entre os segmentos de mercado, com variação mínima entre empresas de médio porte (500-999 funcionários) e grandes organizações (+1000) e,

• Países emergentes podem superar as nações desenvolvidas: a variação real ocorre quando se comparam os países. A América do Norte atualmente tem o maior nível de maturidade da rede, enquanto a Ásia-Pacífico e a América Latina possuem o menor nível de maturidade. Os países mais maduros são Reino Unido, EUA e Austrália. No entanto, espera-se que o salto mais significativo em relação à maturidade digital ocorra em economias em desenvolvimento como Índia, China e México;

Para ajudar os clientes a prepararem suas redes para a completa transformação digital, a Cisco traz ao mercado uma série de novas ferramentas e serviços. O Network Assessment Tools ajudam os clientes a entenderem onde eles estão nessa jornada e a traçar um roteiro e os benefícios do negócio de continuar em seu caminho para a maturidade da rede digital. A Cisco também está introduzindo novos serviços de consultoria de DNA, o DNA Advisory Services, que oferecerão consultoria em profundidade para ajudar as empresas a formular uma estratégia única que mapeia diretamente suas aspirações digitais.

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.