Tecnologia

IBM e Ericsson anunciam avanço para viabilizar 5G

Criação de um circuito integrado pode acelerar lançamento de redes de comunicação com taxas de dados muito elevadas

Deposit

A IBM e a Ericsson anunciaram um avanço que poderia acelerar o lançamento de redes de comunicações 5G e apoiar novas experiências corporativas e de usuários móveis ativadas por taxas de dados muito elevadas, incluindo IoT, veículos conectados e realidade virtual imersiva.

2017 é aguardado como um ano decisivo para o 5G
As empresas criaram um circuito integrado de ondas milimétricas (mmWave) baseada em silício operando a 28 GHz, que foi demonstrado em um módulo de antena de matriz de fase projetado para ser utilizado em futuras estações rádiobase 5G.

Os cientistas na IBM Research e na Ericsson chegaram a essa descoberta como resultado de uma colaboração de dois anos para o desenvolvimento de projetos de antena de matriz de fase para 5G. A experiência da IBM em soluções de antenas incluídas no pacote e matriz de fase de mmWave IC altamente integrada, junto com a experiência da Ericsson no projeto de sistema e circuito para comunicações móveis, ajudou a equipe a alcançar diversos novos marcos tecnológicos.

Segundo comunicaram as empresas, 2017 é aguardado como um ano decisivo para o 5G. Muitos países e governos estão disponibilizando novas frequências do espectro eletromagnético, incluindo faixas conhecidas como faixas de ondas milimétricas, que são mais de dez vezes superiores às frequências utilizadas para os dispositivos móveis atuais, oferecendo uma nova fonte de largura de banda para redes de celulares que estão sendo disponibilizadas para as redes 5G.

O primeiro lançamento da especificação 3GPP 5G deve ficar pronto em até 2018. No entanto, já houve progresso no setor com testes de campo e demonstrações de novas experiências de usuários e recursos possibilitados por uma largura de banda maior, menor latência, maior densidade e menores requisitos de energia das redes 5G.

A expectativa é que o 5G ofereça suporte para taxas de dados que excedem 10 Gbps em determinadas situações. Novos recursos foram projetados para permitir que os usuários façam o download de um filme em HD em apenas alguns segundos, além de proporcionar experiências de transmissões ao vivo e ininterruptas e alta largura de banda em ambientes com muitas pessoas, como estádios e casas de show; tempos de resposta ‘reais’, permitindo a realização de cirurgias remotas ou experiências de realidade virtual totalmente imersivas, além de baterias com duração de dez anos para dispositivos celulares remotos que podem fazer parte dos ambientes de IoT.

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.