Tecnologia

Stattus4 utiliza cloud para soluções de IA com objetivo de aumentar a oferta de água potável no País

Os dados mais recentes do Sistema Nacional de Informações Sobre Saneamento (SNIS) divulgados em 2015, informam que o índice nacional de perda de água na distribuição foi de 36,7%

Segundo pesquisa de 2018 do Instituto Trata Brasil, Organização Não Governamental que atua na conscientização dos cidadãos sobre a necessidade de universalização do saneamento básico, quase 40% da água tratada no País é perdida por causa de vazamentos nas tubulações e erros de medição.

A fim de ajudar a sanar esse desperdício que afeta milhões de brasileiros, a Stattus4, startup de impacto que tem como objetivo acabar com a escassez de água nos centros urbanos, desenvolveu o Fluid, um sensor móvel que ajuda as empresas de distribuição a identificar, de maneira mais rápida, possíveis perdas de água. O aparelho, ao ser encostado nos hidrômetros, relógios de água residenciais, faz uma coleta de dados em alguns segundos, envia para um ambiente em nuvem com informações de data, hora e local. A solução de Inteligência Artificial incorporada ao software do aparelho permite a rápida análise no ruído coletado para identificar se ele é ou não um potencial vazamento. Este cruzamento de informações só é possível pela grande massa de dados que é constantemente armazenada neste ambiente em cloud.

“Nosso principal desafio era escolher um tipo de nuvem que, além de segura, estivesse alinhada aos recursos de segurança da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). A escolha pelo Azure supriu as duas necessidades: a fácil adaptação às normas, além de todos os cuidados com segurança, sequestro de dados, entre outros”  

É neste contexto que entra a parceria com a Dedalus, empresa especializada em serviços de cloud computing e dados. A Stattus4 sentiu a necessidade de ter uma sustentação mais madura em seu ambiente em cloud e uma gestão de dados segura e eficiente. “A Dedalus foi essencial para nos ajudar a identificar o melhor tipo de nuvem para elevar a nossa performance. Além disso, saber que temos o suporte de profissionais qualificados 24×7, olhando e monitorando os nossos sistemas traz segurança, evita perda de tempo com possíveis crises e nos permite evoluir com tranquilidade”, afirma Antonio Oliveira, CTO da Stattus4.

De acordo com Maurício Fernandes, presidente da Dedalus, para escolher a melhor estratégia em nuvem, as duas empresas trabalharam juntas. “Nosso principal desafio era escolher um tipo de nuvem que, além de segura, estivesse alinhada aos recursos de segurança da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). A escolha pelo Azure supriu as duas necessidades: a fácil adaptação às normas, além de todos os cuidados com segurança, sequestro de dados, entre outros”, destaca.

Atualmente, a Stattus4 atende 26 cidades, totalizando cerca de 5 milhões de habitantes que utilizam a tecnologia. Desde 2018, a empresa encontrou mais de 8 mil pontos suspeitos, dentre eles, cerca de 5 mil locais de vazamentos. A identificação e reparo desses escoamentos evitou o desperdício de água, equivalente a 6 mil piscinas olímpicas. Incorporando a nova tecnologia em Azure ao negócio, o objetivo da companhia é aumentar a base de clientes, tanto no Brasil, quanto internacionalmente.

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório

Agenda & Eventos