Mercado

Mais de 62% dos brasileiros nunca haviam trabalhado de casa antes da pandemia

Esse levantamento nos mostrou dados bem interessantes, que devem ser levados em conta daqui para frente

Com a pandemia em 2020, as empresas tiveram que se adaptar, rapidamente, com os funcionários trabalhando de casa. Pesquisa recente realizada pela EDC Group, multinacional brasileira com atuação na área de consultoria e outsourcing de serviços, mostra que 63,2% dos brasileiros entrevistados nunca haviam trabalhado de casa antes da pandemia e 52,8% das pessoas encontraram mais produtividade trabalhando assim.

“O estudo revelou novas práticas de home office e processos seletivos online realizados em 2020, não necessariamente modelos inéditos, mas para muitas empresas e funcionários essa foi a primeira vez que as viram em suas rotinas. Esse levantamento nos mostrou dados bem interessantes, que devem ser levados em conta daqui para frente”, explica Daniel Machado de Campos Neto, CEO e founder da EDC Group.

Trabalhar de casa oferece benefícios e desafios diferentes tanto para as empresas, quanto para as pessoas  

Vantagens do Home Office
Trabalhar de casa oferece benefícios e desafios diferentes tanto para as empresas, quanto para as pessoas. Na pesquisa, foi questionado as vantagens e desvantagens desse modelo de trabalho aos participantes. Um dos principais ganhos identificados pelos entrevistados foi a economia de tempo com deslocamentos até a empresa.

81% dos entrevistados acreditam que um dos ganhos é poupar tempo com deslocamentos até a empresa;
49% gostam de poder se vestir de maneira mais confortável e acredita que isso influencia na produtividade;
44% ressaltaram a possibilidade para criar uma infraestrutura mais confortável (cadeira, acessórios etc.);
39% apontam a possibilidade de intercalar trabalho com tarefas domésticas como benefício.

Desvantagens do Home Office
41% dos entrevistados acreditam que a infraestrutura de casa é inferior à do escritório, prejudicando a produtividade;
38% têm dificuldades em respeitar o horário de trabalho ao atender ligações, fazer videochamadas e responder e-mails em horários muito diferentes do expediente habitual;
25% não possuem local adequado para trabalhar em casa com tranquilidade e acabam se concentrando menos;
15% não conseguem separar a vida profissional da vida pessoal e apontam que isso gera um estado constante de alerta, dificultando o descanso.

O CEO ainda ressalta que com relação à desvantagem mais citada na pesquisa, a falta de infraestrutura em casa, os 56,7% dos respondentes afirmaram que a empresa não ajudou com essa questão de nenhuma forma. “Ainda temos muitos desafios com o home office, vemos que um dos principais é promover um ambiente mais confortável para o colaborador e entender qual é o papel das organizações dentro desse contexto”, explica o CEO.

Perspectivas do Processo Seletivo Online
Os processos seletivos já tinham uma certa afinidade com o mundo digital, principalmente em grandes empresas. Contudo, até então a maioria dos processos seletivos mantinham a realização das etapas finais como presenciais.

Dinâmicas em grupo e entrevistas precisaram ser adaptadas para serem desenvolvidas de maneira remota. Antes da pandemia, 54,2% dos respondentes da pesquisa da EDC nunca tinham participado de um processo seletivo online.

Essa questão mudou para muita gente, 51,3% das pessoas participaram de pelo menos um processo seletivo à distância depois da pandemia, sendo que 20,3% participaram de mais de cinco.

Vantagens dos processos seletivos online
80% acredita que o processo seletivo online proporciona agilidade ao não demandar deslocamento até a empresa;
66% enxergam a praticidade como grande ganho, evitando a perda de tempo com a espera na recepção e até mesmo das respostas para próximas fases, é só acessar o link;
39% apontam a segurança, no mundo digital existem menos chances de acontecer algum imprevisto, como algum contratempo no trajeto até a entrevista;
Para 58% fazer o processo seletivo em casa proporciona mais confiança e segurança, melhorando o desempenho em relação aos processos presenciais.

Desvantagens dos processos seletivos online
46% não gostam da frieza gerada pelo digital e declaram não conseguir criar empatia com o entrevistador;
32% não possuem um local adequado em casa para a entrevista, que é atrapalhada por ruídos e conexão ruim de internet;
29% reclamam de pouco tempo com o entrevistador, dizem que entrevista é muito curta, nunca sobra tempo para explicar competências e habilidades;
9% não veem nenhuma desvantagem.

Apesar de todas as desvantagens apontadas, 56,8% dos respondentes da pesquisa da EDC preferem o processo seletivo online e, durante a pandemia, 27,3% conseguiram emprego em processos realizados de forma remota.

Outro resultado do levantamento que merece destaque refere-se as dúvidas sobre a permanência destes novos formatos. “No caso do home office ainda existem diferentes incertezas. Em nossa pesquisa vimos que 42,1% dos entrevistados nem sabem se a empresa vai adotar o home office definitivamente ou não, suas empresas ainda não formalizaram como será a retomada”, informa Grazi Piva, Diretora-Executiva de Desenvolvimento de RH e Pessoas da EDC Group.

“Entretanto, em nossa pesquisa identificamos que 57,6% das pessoas preferem o regime de trabalho misto. Enquanto 20,7% preferem trabalhar presencialmente e 21,8% sempre em casa”, ressalta a executiva.

“Daqui para frente se torna ainda mais essencial acompanhar as tendências do mundo digital e conseguir trazer o colaborador para perto para abraçar mudanças necessárias. Não podemos esperar outra pandemia para escancarar atrasos e nos mostrar que é possível fazer diferente”, finaliza Campos Neto.

Metodologia
A empresa ouviu mais de 250 pessoas para entender, de maneira mais local, o que as pessoas estão achando do home office e dos processos seletivos on-line com suas vantagens e desvantagens. A pesquisa foi aberta e divulgada nas nossas redes sociais e para os currículos da base de dados da EDC Group.

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório

Agenda & Eventos