Destaque Mercado

Angola Cables quer liderar hub tecnológico do Ceará e ser um marketplace digital

A companhia apresenta esta semana uma série de novidades no Futurecom, entre elas, destaca-se o Data Center AngoNAP, único tier III da região

Como provedora integral de infraestrutura, a Angola Cable, multinacional com soluções diversificadas de conectividade para o segmento corporativo, já oferecia conexão aos destinos mais demandados do planeta e agora apresenta um maior portfólio de serviços no seu Data Center AngoNAP Tier III, único na região nesta categoria. Localizado na Praia do Futuro, em Fortaleza, Ceará, é cada vez mais um ponto estratégico neutro de conectividade intercontinental entre Brasil, Américas, África e Europa e a companhia vem, por isso, consolidando sua atuação no hub tecnológico do Ceará.

Hoje para além de venda de capacidade por meio das rotas de cabos submarinos pelo hemisfério Sul; a Angola Cables inova também ao nível dos serviços, que tem registrado forte crescimento como Segurança, anti-DdoS, backup e storage, Nuvem privada e pública e variantes da sua solução de IP premium como o IP-Flex e o IP Gamer, ou serviços de Virtualização de roteamento numa altura em que a Covid dita as regras do negócio.

Os ISPs que se instalarem em nossa plataforma poderão vender soluções e serviços para outras empresas, aproveitando-se das vantagens com custos, capacidade e conectividade internacional

“Estamos transformando nosso Data Center de Fortaleza em uma plataforma one stop shop, onde os clientes terão, além dos serviços de conectividade e Data Center tradicionais, diversos outros, oferecidos por nós ou por outros clientes que valorizam a posição estratégica de Fortaleza com a rede otimizada da Angola Cables para ligar à América do Norte, Europa e África; por outro lado, os ISPs também poderão comprar algumas de nossas soluções e revendê-las aos seus clientes finais”, explica Victor Adonai Costa, country manager da Angla Cables.

Ao funcionar sob uma lógica de Gerenciamento de Serviços, tais como: Infraestrutura como Serviço, IaaS, Plataforma como Serviço, PaaS e Data Center como Serviço, DCaS, a companhia passa a otimizar com serviço agregado, o acesso às suas interconexões globais via cabos submarinos de fibra óptica SACS, Monet e Wacs, a partir de Fortaleza, o que representa vantagens na redução de custos, escalabilidade, disponibilidade e capacidade para clientes de diversos segmentos como aquelas ligadas às tecnologias de IoT, 5G, gaming, telemedicina, instituições científicas, empresas públicas e de logística, além dos tradicionais ISPs.

“O mercado de Telecom e sobretudo as empresas de infraestrutura, estão explorando novas plataformas e parcerias de ligação com a Nuvem e novos streams de negócio. É o nosso caso. Vamos atuar como fornecedores de Nuvem híbrida, pública ou privada. Além disso, os ISPs que se instalarem em nossa plataforma poderão vender soluções e serviços para outras empresas, aproveitando-se das vantagens com custos, capacidade e conectividade internacional, um verdadeiro shopping center digital para o setor de Telecom”, detalha Costa.

A expectativa de empresa é que toda esta nova configuração de atuação, técnica e comercial, faça do Data Center AngoNAP Fortaleza um líder entre as empresas instaladas no hub tecnológico do Ceará, que já conta com um expressivo conjunto de companhias de TI e de Telecom, além de ser ponto de chegada e de partida de quase duas dezenas de cabos submarinos.

Palestra na Futurecom 
Os novos paradigmas que transformarão as empresas de TI e Telecom, que estão ampliando sua forma de atuação e atendendo a clientes no formato B2B2C, serão um dos temas apresentados pela Angola Cables durante a Futurecom Digital Week, versão online do evento voltado ao setor de Telecomunicações da América Latina.

Presente em dois painéis oficiais, o CEO da multinacional provedora integral de infraestrutura e serviços de Internet, António Nunes, vai analisar esta tendência que deve redesenhar o mercado, no qual a Angola Cables se posiciona entre os players para atuar no contexto atual de Covid para o futuro com a 5G.

Serviço
www.angolacables.com

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório

Agenda & Eventos