book_icon

HPE e Danfoss unem-se para reduzir consumo de energia em Data Centers e reutilizar calor residual

A redução na pegada e a flexibilidade dos MDCs permitem um co-location mais próximo aos locais de geração de Dados, o que diminui o impacto energético e os gargalos associados a soluções de rede complexas e transferência de Dados ao mesmo tempo em que apoia o aprimoramento da governança e segurança dos Dados

HPE e Danfoss unem-se para reduzir consumo de energia em Data Centers e reutilizar calor residual

HPE Discover 2024 – A Hewlett Packard Enterprise e a Danfoss anunciaram colaboração para disponibilizar o HPE IT Sustainability ServicesData Center Heat Recovery, um módulo de recuperação de calor pronto para uso, para ajudar as organizações a gerenciar e valorizar o calor excessivo1 à medida que fazem a transição para instalações de TI mais sustentáveis.

A rápida integração de tecnologias de IA em organizações e empresas deve causar um aumento dramático na demanda por energia e na utilização de infraestrutura de TI otimizada para IA. De acordo com a Agência Internacional de Energia, até 2026 a indústria de IA terá expandido exponencialmente, consumindo, pelo menos, dez vezes a demanda de eletricidade em 20232. Para enfrentar esses desafios, os líderes de TI e operadores de Data Centers estão tomando medidas para reduzir o consumo de energia, incluindo a implementação de recursos de alta eficiência energética e sistemas de refrigeração aprimorados. O excesso de calor3 na União Europeia representa aproximadamente 2.860 TWh por ano, o que equivale à demanda total de energia da União Europeia para fornecer aquecimento e água quente a edifícios residenciais e do setor de serviços4. O fluxo de calor residual dos data centers é ininterrupto e, portanto, constitui uma fonte confiável de energia limpa.
Para lidar com essas questões, a nova solução de data center de alta eficiência energética da HPE e Danfoss oferece:

A agilidade do MDC e a exclusão de materiais industriais pesados eliminam a necessidade de materiais de construção caros, reduzindo substancialmente o tempo de time to market 

Data Center Modular (MDC) escalonável da HPE, em forma de contêineres com baixa pegada e alta densidade (kW/rack), pode ser implementado quase em qualquer lugar, mesmo com a ausência total de máquinas pesadas, e incorpora tecnologias como resfriamento líquido direto, reduzindo o consumo total de energia em 20%.

As soluções inovadoras da Danfoss, incluindo módulos de reutilização de calor que capturam o excesso de calor1 dos Data Centers para fornecer aquecimento renovável in-loco e também a edifícios e indústrias próximas em diversas aplicações, além de conter compressores sem óleo Turbocor, que aprimoram a eficiência do resfriamento dos Data Centers em até 30%.

“Nossa parceria estratégica com a HPE é um ótimo exemplo de como revolucionamos a construção e a descarbonização da indústria de Data Centers junto com nossos clientes”, explicou Jürgen Fischer, presidente da Danfoss Climate Solutions. “Com essa parceria, estamos criando o modelo para os data centers sustentáveis da nova geração – utilizando tecnologias disponíveis hoje”.

Benefícios e agilidade através da modularidade
O MDC da HPE incorpora tecnologias de resfriamento líquido direto (DLC) para melhorar a eficiência energética em até 20% e otimizar a produção e distribuição energética, resultando em economias significativas de energia. O design compacto minimiza a perda de energia ao reduzir a distância no deslocamento entre a energia e o fluido de resfriamento, além de maximizar a diferença de temperatura na entrada e saída, o que promove a captura de excesso de calor. A agilidade do MDC e a exclusão de materiais industriais pesados eliminam a necessidade de materiais de construção caros, reduzindo substancialmente o tempo de time to market. A implementação pode ser alcançada três vezes mais rápido do que com Data Centers tradicionais, diminuindo o tempo de 18 meses para apenas 6 meses. Por fim, a redução na pegada e a flexibilidade dos MDCs permitem um co-location mais próximo aos locais de geração de Dados, o que diminui o impacto energético e os gargalos associados a soluções de rede complexas e transferência de Dados ao mesmo tempo em que apoia o aprimoramento da governança e segurança dos Dados.

“Na HPE, acreditamos no poder da colaboração para criar soluções transformadoras”, explicou Sue Preston, vice-presidente e Diretora Geral para Serviços de Consultoria, Profissionais e Gerenciados da HPE. “Nossa parceria com a Danfoss une o inovador data center modular da HPE com a revolucionária tecnologia de reutilização de calor da Danfoss. Juntos, não estamos apenas somando valor, estamos multiplicando. Ao aproveitar o recurso geralmente subutilizado do calor residual, transformando o desperdício em valor, estamos mostrando que o futuro do uso de energia é eficiente, inteligente e, mais importante, alcançável hoje”.

Com densidade incomparável, os Data Centers Modulares oferecem um impressionante Índice de Eficiência Energética (PUE) de 1.14, em contraste com o PUE de 1.3 a 1.4 normalmente associado aos melhores designs modernos de data centers tradicionais. Capaz de lidar com as arquiteturas mais exigentes em termos de energia, como o HPE Cray Supercomputing EX4000, o Data Center modular é a arquitetura adequada para cargas de trabalho prioritárias e intensivas em computação, como supercomputação e IA Generativa, permitindo que cientistas, universidades e empresas alcancem resultados mais rapidamente.

Do chip ao chiller: impulsionando a inovação na descarbonização
Para aproveitar o calor residual – considerado uma das principais fontes de energia pouco exploradas e com maior potencial para Data Centers em toda a Europa – a HPE firmou uma parceria com a Danfoss, sua parceira de descarbonização. A parceria estratégica utiliza o extenso portfólio de produtos energeticamente eficientes da Danfoss para promover inovação, apoiar a descarbonização e criar o modelo para a próxima geração de data centers modulares sustentáveis.

O HPE IT Sustainability Service – Data Center Heat Recovery é inspirado pela forma como a Danfoss já utiliza a tecnologia de reutilização de calor em seu próprio campus- sede na Dinamarca. Lá, o calor é recuperado do Data Center local da Danfoss, intensificado por uma bomba de calor, e reutilizado em edifícios ao redor para aquecimento. O calor também pode alimentar a rede local de aquecimento da cidade, fornecendo uma fonte de calor renovável aos moradores. A reutilização do calor é uma parte importante na estratégia de descarbonização da Danfoss, que ajudou a empresa a conquistar sua neutralidade de carbono no sistema de energia de seu campus de 250.000 m² em Nordborg, em 2022.

A nova oferta escalonável de Data Center modular utiliza tecnologias da Danfoss, incluindo compressores Turbocor para bombas de calor e chillers, trocadores de calor, módulos de reutilização de calor, drives e skids de bomba, permitindo que os Data Centers sejam resfriados com até 30% mais eficiência enquanto recuperam e reutilizam o calor residual. Esta é uma solução modular com componentes que funcionam juntos de forma integrada, incluindo duas opções de stacks tecnológicos para de reutilização do calor, com um trocador de calor de recuperação de calor hidrônico e bomba de calor água- água capaz de reutilizar o calor de um data center modular da borda à nuvem refrigerado via ar e, potencialmente, de um data center modular HPC refrigerado a líquido em uma segunda fase.

Como parte de sua abordagem “Reduce, Reuse, Resource”, a Danfoss também formou uma parceria com a HPE para aposentar seus ativos de TI em fim de vida útil por meio do HPE Asset Upcycling Services, uma solução de economia circular que permite a renovação e reutilização de tecnologia ao mesmo tempo em que recupera o valor desses ativos.

Disponibilidade
O HPE IT Sustainability Service – Data Center Heat Recovery já está disponível.

¹ O excesso de calor, também chamado de calor residual ou desperdício de calor, pode ser reaproveitado por meio de tecnologias existentes e bem comprovadas, sendo as bombas de calor as mais notáveis. Calor em Excesso – Danfoss Impact 2ª Edição
2 Electricity 2024 – Análise e previsão até 2026 (iea.blob.core.windows.net)
³ Calor em Excesso – Danfoss Impact 2ª Edição
⁴ Ao utilizar tecnologias de resfriamento líquido direto (DLC).

Últimas Notícias
Você também pode gostar
As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.