book_icon

O Brasil está preparado para o 5G Advanced?

Marco Canongia, da Lumicom, deu mais detalhes sobre o 5.5G, a nova versão do 5G que promete ainda mais velocidade de conexão

O Brasil está preparado para o 5G Advanced?

Após o lançamento do 5G no Brasil, em meados de 2022, o País se prepara para uma evolução ainda mais significativa na tecnologia de telecomunicações-“5G-Advanced” ou “5.5G”

Conhecida como “5G-Advanced” ou “5.5G”, a nova versão promete velocidades de transmissão de Dados cinco a dez vezes maiores que o atual 5G standalone (SA).

Com grandes expectativas de transformar o cenário tecnológico, o 5.5G promete agilizar o desenvolvimento de novos serviços e a ampliação de receitas para as empresas.

A implementação do 5.5G no Brasil apresenta tanto desafios quanto facilidades 

Marco Canongia, diretor- geral da Lumicom, empresa de representação comercial de sistemas e produtos de tecnologia em telecomunicações, conversou sobre o tema.

Ele trouxe explicações valiosas sobre a chegada do 5.5G no Brasil.

O que é e como funciona o 5.5G?
Segundo Canongia, “o 5.5G corresponde aos releases 17 e 18 do 3GPP, representando o próximo estágio do 5G, enquanto o chamado 5G padrão é o release 16.”

Dentro desse contexto, compreende-se que o 5G busca aprimorar ainda mais a velocidade, a latência e a eficiência de energia das redes móveis, incorporando novas técnicas e tecnologias.

Essa versão também tem como objetivo expandir a aplicabilidade do 5G em diferentes setores. São exemplos as áreas de automação industrial, veículos autônomos e cidades inteligentes.

Os potenciais benefícios do 5.5G para o Brasil
Os benefícios que o 5.5G pode oferecer ao Brasil são notáveis. De acordo com Canongia, o avanço tecnológico inclui “o uso de mmWave, eficiência espectral no uplink e economia de energia.”

Além disso, ele destaca a evolução para além do uso em smartphones, com a habilitação de tecnologias como Machine Learning (ML) e Inteligência Artificial (IA).

O atual estágio de desenvolvimento do 5G no Brasil
Quanto ao estágio de desenvolvimento do 5G no Brasil, Canongia informa que “o País atualmente opera o 5G padrão SA do release 16, com algumas experiências emulando a release 17.”

Isso mostra que o Brasil já está em fase de transição e experimentação para as capacidades avançadas do 5.5G. Algumas operadoras de telefonia móvel, como a TIM, já estão fazendo testes com a nova tecnologia.

Os principais desafios e facilidades para a implementação do 5.5G
A implementação do 5.5G no Brasil apresenta tanto desafios quanto facilidades. “Acredito que pouco mude na rede móvel, sendo a implementação realizada principalmente por software,” explica Canongia.

Contudo, ele também aponta que “dependendo do uso e das antenas, pode haver maior pressão no backhaul devido à banda exigida.”

Ainda de acordo com o especialista, outro desafio é a integração com aplicações de Edge Computing e a resposta das redes O-Ran ao novo release.

O impacto do 5.5G em setores estratégicos
O 5.5G promete impactar positivamente diversos setores no Brasil. Canongia explica: “Pode beneficiar o Fixed Wireless Access (FWA) com uso de mmWave, aplicações RedCap e a indústria.”

Ele também menciona o potencial de desenvolvimento de aplicações inteligentes para smart cities por meio da integração com IA.

As perspectivas para o futuro do 5.5G
Sobre o ritmo de desenvolvimento e adoção do 5.5G no Brasil, Canongia é otimista: “Penso que a adoção tende a ser tão acelerada quanto haja aplicações que a justifiquem e remunerem, com foco principalmente nas grandes cidades”.

Portanto, embora o Brasil esteja avançando em direção ao 5.5G, ainda há um caminho a ser percorrido. Há desafios e oportunidades de evolução que prometem remodelar o panorama tecnológico nacional.

Além do 5.5G, outra novidade que deve marcar o futuro da internet é a consolidação do Metaverso.

( Futurecom Digital)

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.