book_icon

Conexão digital: a influência do tom de voz na experiência do usuário

Quando falamos de produtos digitais, a experiência do usuário é um dos pilares fundamentais para o sucesso. E, dentro dessa experiência, o tom de voz desempenha um papel essencial.

A voz ideal é aquela que está alinhada com as diretrizes da marca, como propósito e comportamento, que cria uma diferenciação perante tantas outras marcas e produtos digitais por aí. Imagine se todos os aplicativos tivessem o mesmo texto, a mesma abordagem e o mesmo estilo de comunicação, seria no mínimo estranho ou pouco criativo. Por isso, o tom de voz é algo estratégico que precisa conectar com o público.

Muitos podem subestimar o poder das palavras no design de produtos, mas a verdade é que a escolha da comunicação adequada pode transformar a maneira como os usuários percebem e interagem com um aplicativo,
plataforma, site ou e-commerce.

O uso do tom de voz correto em produtos digitais é crucial por várias razões. Primeiro, permite que os produtos digitais se comuniquem de forma clara e eficaz com os usuários, transmitindo informações de maneira compreensível e acessível. Além disso, ajuda a estabelecer a identidade da marca, sua personalidade, valores e propósito, o que é essencial para a criação de uma conexão emocional com os usuários e para se diferenciar da concorrência.

Cada produto digital tem um público-alvo específico e sua comunicação deve ser adaptada para atender às necessidades e expectativas desse grupo. Por exemplo, um aplicativo voltado para profissionais de TI pode
adotar um tom mais técnico e especializado, enquanto um aplicativo de culinária para amadores pode ser mais informal e descontraído. Entender e se comunicar de forma eficaz com o público-alvo é essencial para o
sucesso do produto.

A escolha do tom de voz também está intrinsecamente ligada à usabilidade do produto. Um posicionamento mais confuso, ambíguo ou excessivamente técnico pode levar à frustração e confusão por parte dos usuários. Por
outro lado, uma comunicação mais clara, simples e direta facilita a compreensão das informações e a realização de tarefas, contribuindo para uma experiência mais agradável e eficiente.

Um tom de voz atraente, envolvente, amigável e acessível pode tornar a curva de aprendizado mais suave e encorajar os usuários a explorarem mais profundamente o produto. Isso pode aumentar o tempo de permanência
no aplicativo ou site e melhorar a retenção de usuários.

Para unir tudo isso e construir uma identidade mais alinhada com a personalidade da marca, um recurso importante é o uso de arquétipos. Os arquétipos são padrões universais de comportamento que ajudam a definir
a personalidade da marca, ou seja, ele é importante pois permite uma conexão mais aprofundada com os públicos.

E por que incorporar na comunicação? Pelo fato de tornar aquele produto digital e, consequentemente, a marca facilmente reconhecida e lembrada, criando uma experiência memorável. Alguns exemplos reais ilustram como a
utilização do tom de voz faz toda a diferença na entrega final ao usuário.

O site The News (https://thenewscc.beehiiv.com/), por exemplo, utiliza o arquétipo do bobo da corte e apresenta textos mais informais e brincalhões, sem comprometer a veracidade ou profundidade da notícia, criando um território único e dialogando diretamente com seu público.

Outra referência é o aplicativo do Mercado Livre. Os textos são descomplicados e trazem uma linguagem direta e fácil. O usuário não fica perdido com a ação de botões, campos de busca, etc. Ao acessar ‘produtos vistos recentemente’, por exemplo, o título da sessão está “Inspirado no último visto”. Muito mais próximo e direto. Os banners utilizados pela marca também se conectam com as pessoas ao utilizar expressões como: “Achadinhos da beleza com até 50% OFF” ou Mercado Pago “Sua Maquininha no precinho! Aproveite.”

O tom de voz também precisa ser refletido nesses CTAs e outras ações do APP. Ele deve ser dinâmico (mutável) e será sempre atualizado e construído de forma evolutiva.

É válido também trazer a questão da acessibilidade. Alguns sites, como O Museu da Pessoa (https://museudapessoa.org/), possuem avatares em 3D que se comunicam em libras. A forma como foi construído este avatar precisa estar alinhado à marca. O perfil e o jeito que o avatar se comunica traz para o usuário uma proximidade importante.

Para produtos digitais que lidam com informações sensíveis, a confiança é um elemento- chave. Um tom de voz que transmita segurança, confiabilidade e profissionalismo é essencial para estabelecer a credibilidade da marca e ganhar a confiança dos usuários.

Trazer o UX Writing como protagonista para auxiliar na construção da identidade verbal dos produtos digitais é de grande importância. Gerar conexões através do visual, sensorial e verbal é o que nos permite elevar o padrão de entrega.

Por Daniel Faulin, Chief Experience Officer (CXO) na empresa Verity.

Últimas Notícias
Você também pode gostar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.