book_icon

Huawei e Veloso Net levam conectividade 4G ao estado do Amazonas

O Caminho para uma Amazônia Conectada: a inclusão digital encontra a preservação ambiental na construção do futuro das comunidades amazônicas

Huawei e Veloso Net levam conectividade 4G ao estado do Amazonas

A Huawei, fornecedora global de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e dispositivos inteligentes, e a operadora regional Veloso Net realizaram nesta segunda-feira um evento para mostrar sua parceria em prol da inclusão digital: nos últimos anos, as empresas trabalharam juntas na construção de redes de telecomunicações que agora atingem 30% dos residentes do estado do Amazonas e que passaram a ter acesso à conectividade 4G pela primeira vez.

Assim como muitos moradores locais, Anilton Tuchaua, líder da tribo Kokama, teve recentemente sua primeira experiência com uma rede rápida de telecomunicações, que facilita a vida dos estudantes locais e garante fácil acesso aos serviços públicos. “Agora estamos mais conectados do que nunca”, disse ele.

A Huawei trabalhou com a Veloso Net para construir redes no estado do Amazonas, transformando vidas e impulsionando a economia local”, disse Atilio Rulli, vice-presidente de Relações Públicas da Huawei para a América Latina e Caribe.

A parceria consistiu na instalação de redes de banda larga em comunidades e cidades localizadas ao longo do rio Solimões, com extensão de 1.700 quilômetros, partindo de Tabatinga, cidade próxima à fronteira com a Colômbia, até Manaus, capital do estado brasileiro do Amazonas. “Levamos internet de qualidade e com preço acessível para regiões até recentemente isoladas ou com serviços precários”, disse Júnior Veloso, CEO da Veloso Net.

Rodrigo Ito, engenheiro do escritório da Huawei em São Paulo, visitou a região este ano. Maior estado em área do Brasil, o Amazonas cobre mais de 1,5 milhão de quilômetros quadrados, mas tem apenas 3,5 milhões de habitantes. O estado é coberto pela floresta e o Rio Solimões é um de suas hidrovias mais importantes.

“Quero fazer parte da evolução”, disse Ito, referindo-se aos esforços para levar conectividade à região, à medida que cada vez mais brasileiros têm conexões de qualidade 4G e 5G.

Em Tefé, a 500 quilômetros de Manaus e a 2,7 mil quilômetros de Brasília, a moradora Juranete Alves comemorou a chegada da conectividade 4G à comunidade. “Para nós aqui do interior, antes de 2022 o que tínhamos aqui era apenas um telefone público para quase 400 domicílios. Foi difícil”, disse ela.

Anilton Tuchaua disse: “Com a rede podemos não só nos comunicar com as autoridades, como também entre nós. É muito importante para os nossos alunos, por exemplo, para que possam estudar com pessoas de fora.”

No evento desta segunda-feira, que teve como tema “Conectividade: Caminho para um Futuro Mais Inclusivo na Amazônia”, a Huawei também anunciou a segunda fase de seu projeto Tech4Nature, que faz parte da iniciativa carro-chefe da empresa, TECH4ALL, que visa utilizar inovações tecnológicas digitais para preservação do meio ambiente e desenvolvimento econômico.

“De 2024 a 2026, a Huawei cooperará com a União Internacional para Conservação da Natureza (UICN) para implementar um projeto de proteção ambiental na área ao redor da foz do Rio Amazonas, no estado do Pará, e capacitar as comunidades locais para que possam usar a ciência e a tecnologia como forma de prevenir incêndios e proteger a flora e a fauna locais”, disse Atilio Rulli.

“A Huawei pretende desenvolver sistemas mais eficientes, de baixo custo e fáceis de operar com vistas à preservação. A capacitação das comunidades permite que os moradores participem do projeto, gerando conhecimento, ciência e inclusão digital”, afirmou.

A empresa tomou iniciativas semelhantes em comunidades remotas em Puerto Williams, uma cidade no sul do Chile, e em Mérida, uma cidade no sul do México onde fez parceria com organizações locais e internacionais para desenvolver soluções digitais de conservação da biodiversidade.

A Huawei disse que o objetivo é alcançar resultados semelhantes no Brasil, fornecendo ferramentas digitais, ao mesmo tempo que dá à população acesso a melhores serviços públicos, como saúde e educação, e melhores oportunidades de emprego e de novos negócios.

O evento desta segunda-feira reuniu representantes da IUCN e executivos da Veloso Net e da Huawei. Houve também o lançamento de um vídeo sobre o papel das tecnologias digitais na facilitação do desenvolvimento econômico e social da região Norte do Brasil.

O líder da comunidade indígena Anilton Tuchaua celebra conectividade de alta qualidade no estado do Amazonas, Brasil. Foto: Huawei.

Serviço
Huawei online

Últimas Notícias
Você também pode gostar
As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.
Revista Digital

Agenda & Eventos

Cadastre seu Evento