book_icon

Nidec Aerospace irá desenvolver Sistemas de Propulsão Elétrica para o setor aeroespacial

A Embraer contribuirá com expertise, know-how e recursos relacionados ao controlador, e a Nidec contribuirá com sua expertise, know-how tecnológico e recursos relacionados aos motores elétricos

Nidec Aerospace irá desenvolver Sistemas de Propulsão Elétrica para o setor aeroespacial

A Nidec, do Japão, e a Embraer anunciaram a aprovação incondicional de todas as autoridades reguladoras necessárias para o estabelecimento da empresa Nidec Aerospace LLC. A transação combina sinergias complementares e expertises em áreas distintas das engenharias das duas empresas para o desenvolvimento conjunto de Sistemas Elétricos de Propulsão para o setor aeroespacial.

Vincent Braley, líder da equipe do Negócio Motion and Drives da Nidec, nos Estados Unidos, foi nomeado CEO da Nidec Aerospace com efeito imediato. Braley traz ampla experiência em desenvolvimento e gestão de negócios para sua nova função de liderar o crescimento futuro da joint-venture.

A transação combina sinergias complementares e expertises em áreas distintas das engenharias das duas empresas para o desenvolvimento conjunto de Sistemas Elétricos de Propulsão para o setor aeroespacial 

“Esta aprovação representa um marco significativo não apenas para a criação da nova empresa com a Embraer, mas também em nossa visão conjunta de avançar e eletrificar a maneira como o mundo se move”, disse Michael Briggs, vice-presidente Sênior e Presidente da Unidade de Negócios Motion & Energy da Nidec. “Agora, com a autorização oficial para prosseguir, a equipe da Nidec Aerospace está preparada para trazer a experiência, a velocidade e o impulso necessários para acelerar a aviação sustentável em escala global.”

“Estamos muito contentes com essa autorização incondicional. O próximo passo será a integração das duas poderosas capacidades industriais e de engenharia, focadas na excelência empresarial. Juntas, nossas extraordinárias equipes poderão desenvolver soluções avançadas para colaborar com o futuro da aviação sustentável”, disse Dimas Tomelin, vice-presidente Sênior de Estratégia Corporativa, Digital e Inovação da Embraer.

Revelada no Paris Air Show, em junho deste ano, a combinação de negócios visa desenvolver novas oportunidades, fornecendo uma linha de produtos e serviços agnóstica ao mercado global, sendo impulsionada inicialmente pelo crescimento da indústria de mobilidade aérea urbana (UAM, na sigla em inglês). A expectativa é que o emergente setor de UAM movimente US$ 1,5 trilhões até 2040, de acordo com estudos da Morgan Stanley Research.

O primeiro cliente da Nidec Aerospace a encomendar o Sistema Elétrico de Propulsão foi a Eve Air Mobility, uma empresa independente bem-posicionada para competir no mercado de Mobilidade Aérea Urbana por entregar um efetivo e sustentável modelo de transporte urbano. A Embraer contribuirá com expertise, know-how e recursos relacionados ao controlador, e a Nidec contribuirá com sua expertise, know-how tecnológico e recursos relacionados aos motores elétricos. A Nidec detém 51% do capital da joint venture, e a Embraer, os 49% restantes.

A Nidec Aerospace deve investir mais de US$ 77 milhões nos próximos anos para iniciar a produção em massa em 2026.

Serviço
www.embraer.com

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.