book_icon

Gastos globais com segurança cibernética somarão US$ 219 bi este ano, prevê IDC

Os investimentos em hardware, software e serviços relacionados à segurança cibernética devem chegar a quase US$ 300 bilhões em 2026

Gastos globais com segurança cibernética somarão US$ 219 bi este ano, prevê IDC

Os gastos mundiais com soluções e serviços de segurança cibernética devem movimentar US$ 219 bilhões em 2023, um aumento de 12,1% em relação a 2022, de acordo com o novo Guia Mundial de Gastos com Segurança da IDC. Os investimentos em hardware, software e serviços relacionados à segurança cibernética devem chegar a quase US$ 300 bilhões em 2026, impulsionados pela ameaça contínua de ataques cibernéticos, as demandas de fornecer um ambiente de trabalho híbrido seguro e a necessidade de atender aos requisitos de privacidade e governança de dados.

Software será o maior grupo de tecnologia em 2023, representando quase metade de todos os gastos com segurança neste ano. Endpoint Security será a categoria de software líder, seguida por software de identidade e confiança digital e software de análise, inteligência, resposta e orquestração de segurança cibernética

“Os gastos com produtos e serviços de segurança continuarão superando o crescimento dos gastos gerais com TI”, disse Serena Da Rold, diretora associada de Pesquisa da IDC Data & Analytics. “Quase todas as indústrias e segmentos de tamanho de empresa terão um crescimento baixo de dois dígitos até 2026, impulsionado pela expansão das implementações de Nuvem e contêineres. A necessidade de proteger o acesso remoto aos recursos e os requisitos de conformidade da legislação de privacidade e proteção de dados impulsionarão o mercado de segurança. As indústrias maduras e os maiores gastadores crescerão mais rápido do que a média, à medida que continuarem a investir em soluções de segurança de ponta para prevenir e afastar ataques de ransomware em sua força de trabalho distribuída e para proteger a infraestrutura crítica, que está cada vez mais conectada à rede de TI”, comentou.

Os setores que entregarão os maiores investimentos em produtos e serviços de segurança em 2023 são bancos, manufatura discreta, serviços profissionais e governo federal/central. Tanto os bancos quanto os fabricantes discretos investirão igualmente em software e serviços, com os maiores gastos direcionados a serviços de segurança gerenciados para proteção contra ataques cibernéticos. Em comparação, os serviços profissionais verão investimentos notavelmente maiores em software com foco em governança, risco e conformidade (GRC) e segurança de endpoint. Os gastos com serviços também serão a maior área de foco do governo federal/central. Combinados, esses quatro setores serão responsáveis ​​por mais de um terço de todos os gastos com segurança em 2023.

Software será o maior grupo de tecnologia em 2023, representando quase metade de todos os gastos com segurança neste ano. Endpoint Security será a categoria de software líder, seguida por software de identidade e confiança digital e software de análise, inteligência, resposta e orquestração de segurança cibernética.

Os serviços serão o segundo maior grupo de tecnologia, liderado pela categoria Serviços Gerenciados de Segurança, com US$ 42 bilhões em gastos esperados para este ano. Os gastos com hardware serão dominados por dispositivos de segurança de rede. O software será o de crescimento mais rápido dos três grupos de tecnologia, com uma taxa de crescimento anual composta de 13,7% em cinco anos, seguido por serviços com 11%.

Os Estados Unidos serão a maior região geográfica para gastos com segurança em 2023. A manufatura discreta e os serviços profissionais serão os principais setores para gastos com segurança nos EUA. A segunda maior região para gastos com segurança será a Europa Ocidental, onde os setores bancário e de manufatura discreta serão os principais investidores. A Ásia/Pacífico (excluindo Japão e China) e a República Popular da China serão as próximas maiores regiões para gastos com segurança este ano. Prevê-se que a China tenha o crescimento de gastos mais rápido no período de previsão de 2021-2026, com um CAGR de cinco anos de 18,8%.

“Os gastos totais com segurança de TI na Europa continuarão crescendo mais de 10% durante o período de previsão. A maior parte desses gastos ainda será representada por serviços, que serão cada vez mais alavancados especialmente por organizações com competências limitadas na área de segurança para proteger seus dados e ativos da ameaça de ataques de ransomware exacerbados pela atual situação geopolítica na região. Os principais setores de gastos com segurança de TI na Europa serão finanças – que também terão que garantir constantemente a conformidade regulatória – e manufatura – que precisarão para se defender contra ataques cibernéticos cada vez mais frequentes nas fábricas”, disse Stefano Perini, analista de Pesquisa sênior da IDC European Data & Analytics.

O Guia Mundial de Gastos com Segurança quantifica a oportunidade de receita global para compras de segurança principais e de próxima geração com dados de previsão detalhados para gastos com segurança de 20 setores em 9 regiões e 48 países e 5 faixas de tamanho de empresa.

Serviço
www.idc.com

Últimas Notícias
Você também pode gostar
As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.
Revista Digital

Agenda & Eventos

Cadastre seu Evento