book_icon

Gastos com infraestrutura de Nuvem cresceram 22% no segundo trimestre, diz IDC

Produtos de infraestrutura de computação e armazenamento para implementação em Nuvem, incluindo ambientes de TI dedicados e compartilhados, somaram US$ 22,6 bilhões

Gastos com infraestrutura de Nuvem cresceram 22% no segundo trimestre, diz IDC

De acordo com o estudo Worldwide Quarterly Enterprise Infrastructure Tracker: Buyer and Cloud Deployment, da IDC, os gastos com produtos de infraestrutura de computação e armazenamento para implementação em Nuvem, incluindo ambientes de TI dedicados e compartilhados, aumentaram 22,4% ano a ano no segundo trimestre de 2022 (2T22) para US$ 22,6 bilhões. Os gastos com infraestrutura em Nuvem continuam a superar o segmento não-Nuvem, embora este último também tenha apresentado forte crescimento no 2T22, aumentando 15,2% ano a ano, para US$ 17,3 bilhões. Um ciclo de atualização de infraestrutura, preços crescentes, remessas de sistemas para as pendências acumuladas de trimestres anteriores e antecipação de condições econômicas mais difíceis, que podem afetar os gastos de TI nos próximos trimestres, contribuíram para o crescimento atipicamente alto nos gastos em ambos os segmentos.

A longo prazo, a IDC prevê que os gastos com infraestrutura em Nuvem terão uma taxa de crescimento anual composta (CAGR) de 12% no período de previsão de 2021-2026, atingindo US$ 134 bilhões em 2026

Os gastos com infraestrutura de Nuvem compartilhada atingiram US$ 15,6 bilhões no trimestre, um aumento de 18,9% em relação ao ano anterior. A IDC espera ver uma forte demanda contínua por infraestrutura de Nuvem compartilhada, com gastos previstos para superar os gastos com infraestrutura não-Nuvem em 2023. O segmento de infraestrutura de Nuvem dedicada cresceu 30,9% ano a ano no 2T22, para US$ 7 bilhões. Do total de infraestrutura em Nuvem dedicada, 46,3% foi implementado nas instalações do cliente.

Para todo o ano de 2022, a IDC prevê que os gastos com infraestrutura de Nuvem cresçam 17% ano a ano, para US$ 88,9 bilhões – um aumento notável em relação ao crescimento anual de 10% em 2021. A infraestrutura não-Nuvem deve crescer 6,1% para US$ 66,4 bilhões. Espera-se que a infraestrutura de Nuvem compartilhada cresça 15,1% ano a ano, para US$ 61 bilhões no ano inteiro, enquanto os gastos com infraestrutura de Nuvem dedicada devem crescer 21,4%, para US$ 27,9 bilhões no ano inteiro.

Provedores de serviços

A IDC rastreia várias categorias de provedores de serviços e quanta infraestrutura de computação e armazenamento esses provedores de serviços compram, incluindo infraestrutura em Nuvem e não-Nuvem. A categoria de provedor de serviços inclui provedores de serviços em Nuvem, provedores de serviços digitais, provedores de serviços de comunicações e provedores de serviços gerenciados. No 2T22, os provedores de serviços como um grupo gastaram US$ 22,6 bilhões em infraestrutura de computação e armazenamento, um aumento de 19,7% em relação ao 2T21. Esses gastos representaram 56,7% do mercado total. Provedores não-serviços (por exemplo, empresas, governo etc.) aumentaram seus gastos a uma taxa igualmente alta – 18,5% ano a ano – estabelecendo outro trimestre recorde de crescimento neste segmento impulsionado por implantações de nuvens dedicadas, além dos desenvolvimentos mencionados acima .

Em uma base geográfica, os gastos ano a ano em infraestrutura de Nuvem no 2T22 aumentaram em todas as regiões, exceto na Europa Central e Oriental (CEE), que sofre com a guerra Rússia-Ucrânia. Os gastos na CEE caíram 42,9% ano a ano. Oriente Médio e África (MEA) e Ásia/Pacífico (excluindo China e Japão) (APeCJ) cresceram mais em 41,6% e 40,0% ano a ano, respectivamente. Todas as outras regiões demonstraram crescimento na faixa de 25%, tornando o 2T22 um dos trimestres mais fortes para o crescimento do investimento em infraestrutura de nuvem em todo o mundo. Para 2022, espera-se que os gastos com infraestrutura em nuvem cresçam em todas as regiões, exceto na CEE, com três regiões, APeCJ, MEA e Europa Ocidental, esperando um crescimento anual na faixa de 20 a 25%.

A longo prazo, a IDC prevê que os gastos com infraestrutura em Nuvem terão uma taxa de crescimento anual composta (CAGR) de 12% no período de previsão de 2021-2026, atingindo US$ 134 bilhões em 2026 e representando 67,9% do gasto total com infraestrutura de computação e armazenamento. A infraestrutura de Nuvem compartilhada será responsável por 71,9% da quantidade total de Nuvem, crescendo a um CAGR de 12,7%. Os gastos com infraestrutura de Nuvem dedicada crescerão em um CAGR de 10,4%, para US$ 37,7 bilhões. Os gastos com infraestrutura fora da Nuvem crescerão 0,2% CAGR, atingindo US$ 63,4 bilhões em 2026. Espera-se que os gastos dos provedores de serviços em infraestrutura de computação e armazenamento cresçam a 10,9% CAGR, atingindo US$ 130,2 bilhões em 2026.

Serviço
www.idc.com

Últimas Notícias
Você também pode gostar
As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.
Revista Digital

Agenda & Eventos

Cadastre seu Evento