book_icon

Previsões da IDC: saiba como será o futuro do trabalho

Haverá uma adoção de modelos de trabalho híbridos pela maioria das organizações do G2000, apoiada pelo uso intensivo de automação e Inteligência Artificial/Machine Learning

Previsões da IDC: saiba como será o futuro do trabalho

De acordo com o relatório IDC’s Future of Work 2022, as previsões para o futuro do trabalho da IDC sinalizam uma aderência duradoura de modelos de trabalho híbridos pela maioria das organizações do G2000, apoiada pela ampla adoção de automação e Inteligência Artificial/Machine Learning (IA/ML). Para acompanhar as aceleradas iniciativas de Transformação Digital e as realidades dos desafios globais de saúde, clima e sociais, as organizações devem adotar formas mais dinâmicas e híbridas de trabalhar. Os trabalhadores devem se redefinir como membros de equipes dinâmicas e reconfiguráveis, ​​que podem se adaptar rapidamente às demandas de negócios e aos novos requisitos do mercado – a qualquer hora, em qualquer lugar e de qualquer local físico.

Impulsionadas por executivos sêniores e conselhos executivos, as iniciativas do futuro do trabalho serão imperativas em toda a empresa. A rápida adoção de práticas de trabalho mais automatizadas, baseadas em Nuvem e habilitadas para IA melhorará a produtividade do trabalho e introduzirá novas e mais ágeis formas de trabalhar. As percepções obtidas com essas formas de trabalho que priorizam o digital permitirão que as organizações respondam às necessidades dos clientes e funcionários, impulsionando melhorias na retenção de funcionários e na satisfação do cliente.

Em 2023, 70% dos trabalhadores conectados em funções baseadas em tarefas usarão inteligência incorporada em espaços de trabalho digitais adaptáveis ​​de qualquer lugar para envolver clientes/colegas e impulsionar a produtividade da empresa

“À medida que as organizações continuam a definir e refinar os modelos de trabalho mais adequados para seus setores, elas inevitavelmente precisarão calibrar a implementação certa de automação, espaço de trabalho digital e físico e tecnologias de localização”, disse Amy Loomis, diretora de Pesquisa de Future of Work da IDC. “Longe de ser um meio para um fim, a implementação dessas tecnologias está gerando novas conversas de liderança em torno de capacitar os funcionários a serem mais autônomos e inovadores no trabalho com TI, entre funções e com os clientes”, observou.

As dez principais previsões

– Em 2024, 80% do G2000 usará “gerentes digitais” habilitados para IA/ML para contratar, demitir e treinar trabalhadores em trabalhos medidos pela melhoria contínua, mas apenas 1 de cada 5 obterá valor sem o envolvimento humano.

– Em 2023, os funcionários da linha de negócios do G2000 usarão ferramentas para automatizar o próprio trabalho, usando o desenvolvimento No-code, mas 90% desses programas falharão sem o suporte ao COE e à metodologia de adoção.

– Até 2026, 40% do G2000 verá uma melhoria de 25% no uso de informações devido aos investimentos em redes de conhecimento inteligentes, que transformam dados estruturados e não estruturados em conhecimento localizável e acionável.

– Em 2023, a transformação digital (DX) e a volatilidade dos negócios levarão 70% das organizações do G2000 a implementar modelos de trabalho remotos ou híbridos, redefinindo os processos de trabalho e envolvendo diversos grupos de talentos.

– Até 2024, 70% dos negócios corporativos terão investido extensivamente em diversidade, igualdade e inclusão de dados, ferramentas e benchmarking para definir estratégias de recrutamento e capital humano.

– Em 2023, 60% das empresas do G2000 implementarão plataformas habilitadas para IA e ML para oferecer suporte a toda a experiência do ciclo de vida do funcionário, desde a integração até a aposentadoria.

– A escassez de habilidades de TI relacionadas ao DX afetará 90% das organizações em 2025, custando mais de US$ 6,5 trilhões globalmente até 2025 devido a atrasos no lançamento de produtos, redução da satisfação do cliente e perda de negócios.

– Em 2025, 90% das novas construções/renovações comerciais implementarão tecnologias de instalação inteligente, apoiando locais de trabalho flexíveis e melhorando de forma sustentável as experiências dos ocupantes e o desempenho operacional.

– Em 2023, 70% dos trabalhadores conectados em funções baseadas em tarefas usarão inteligência incorporada em espaços de trabalho digitais adaptáveis ​​de qualquer lugar para envolver clientes/colegas e impulsionar a produtividade da empresa.

– Até 2024, as empresas do G1000 usarão espaços de trabalho digitais inteligentes, com tecnologias visuais aumentadas (hardware/software) em reuniões agendadas regularmente para habilitar equipes globais distribuídas.

futuro do trabalho

IA

IDC

ML

previsão

trabalho híbrido

Últimas Notícias
Você também pode gostar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.
Revista Digital

Agenda & Eventos

Cadastre seu Evento