book_icon

CPQD e Prysmian criam cabos ópticos com alta densidade de fibras e diâmetro reduzido

O projeto conduzido pela parceria CPQD e Prysmian prevê o desenvolvimento de dois tipos de cabos ribbon flexíveis: dielétrico, para instalação em dutos de redes subterrâneas, e autossustentado, para redes aéreas. Sua conclusão está prevista para março de 2022

CPQD e Prysmian criam cabos ópticos com alta densidade de fibras e diâmetro reduzido

O crescimento acelerado da demanda por capacidade de transmissão – que deverá aumentar ainda mais com a tecnologia 5G – vem exigindo a implantação de uma nova geração de redes ópticas, baseadas em cabos com alta densidade de fibras, porém com diâmetro e peso reduzidos. Essa é, justamente, a proposta da tecnologia de cabos ópticos ribbon flexíveis, que está sendo desenvolvida no País em parceria pelo CPQD e a Prysmian, em um projeto que conta com o apoio da EMBRAPII e incentivos da Lei de Informática.

A demanda do mercado está caminhando para cabos cada vez mais densos, que permitam utilizar a mesma infraestrutura para passar uma quantidade maior de fibras ópticas

“A demanda do mercado está caminhando para cabos cada vez mais densos, que permitam utilizar a mesma infraestrutura para passar uma quantidade maior de fibras ópticas”, afirma Marcelo de Araújo Andrade, VP Business Telecom -América Latina da Prysmian. Isso exige a compactação das fibras no cabo, a fim de alcançar dimensões bastante reduzidas, apesar do aumento da densidade.

Bruno Nogueira Aires, pesquisador do CPQD, explica que a tecnologia ribbon consiste em conjuntos de fibras unidas entre si, formando uma fita com 12 ou até 24 fibras – o que permite sua compactação dentro do cabo. “Além de aumentar a capacidade de transmissão do cabo, essa tecnologia também reduz o tempo de instalação, uma vez que possibilita a realização de emendas em massa”, acrescenta. “O ribbon flexível permite uma acomodação circular das fibras dentro dos tubos de proteção, o que aumenta ainda mais a capacidade do cabo e permite uma maior curvatura e dobramento em relação aos cabos ribbon convencionais”, enfatiza.

João Carlos Vieira da Silva, gerente de P&D de Telecom LatAm da Prysmian, destaca a agilidade na instalação – e também na manutenção – como uma das principais vantagens da nova tecnologia. “O processo de emenda das fibras fica muito mais rápido, uma vez que é possível fazer as 12 fusões simultaneamente”, afirma. “Um cabo óptico convencional com 864 fibras, por exemplo, levaria aproximadamente 20 horas para ser instalado, com todas as emendas necessárias. Com a tecnologia ribbon flexível, o tempo de instalação cai para 3 horas”, ressalta.

Além disso, segundo ele, a compactação permite ter 1.728 fibras em um cabo de 25 milímetros de diâmetro (diâmetro de um cabo de 288 fibras, há alguns anos). “Por apresentar dimensões reduzidas e grande flexibilidade, o cabo ribbon flexível pode ser ajustado a diferentes projetos com mais facilidade”, conclui Silva.

O projeto conduzido pela parceria CPQD e Prysmian prevê o desenvolvimento de dois tipos de cabos ribbon flexíveis: dielétrico, para instalação em dutos de redes subterrâneas, e autossustentado, para redes aéreas. Sua conclusão está prevista para março de 2022.

5G

Bruno Nogueira Aires

cabos ópticos ribbon flexíveis

CPqD

Embrapii

João Carlos Vieira da Silva

Marcelo de Araújo Andrade

Prysmian

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.
Revista Digital
Edição do mês

Leia nesta edição:

Leia nessa edição sobre tecnologia

CAPA | GESTÃO

A doce ditadura da Governança de Dados

Leia nessa edição sobre carreira

CARREIRA

Profissões do futuro

Leia nessa edição sobre setorial | saúde

SETORIAL

Área pública: desafios e lucros

Esta é para você leitor da Revista Digital:

Leia nessa edição sobre sustentabilidade

LEGISLAÇÃO

LGPD Ano Um: uma construção inacabada

Setembro | 2021 | #50 - Acesse:

Infor Channel Digital

Baixe o nosso aplicativo

Google Play
Apple Store

Agenda & Eventos

Cadastre seu Evento