book_icon

AWS anuncia disponibilidade do Amazon MemoryDB para Redis, incluindo o Brasil

Os clientes agora podem simplificar sua arquitetura com um banco de dados in-memory durável e ultrarrápido, sem o incômodo de gerenciar um cache separado, banco de dados e infraestrutura subjacente

AWS anuncia disponibilidade do Amazon MemoryDB para Redis, incluindo o Brasil

A Amazon Web Services (AWS) anunciou a disponibilidade geral do Amazon MemoryDB para Redis, um serviço totalmente gerenciado, permitindo que os clientes obtenham um desempenho ultrarrápido com alta disponibilidade e durabilidade para a maioria dos aplicativos essenciais aos negócios que requerem tempos de resposta abaixo de um milissegundo. Com o Amazon MemoryDB para Redis, os clientes podem usar o mesmo familiar e flexível Redis, estruturas de dados e interface de programação de aplicativo (API) que eles usam hoje, sem ter de gerenciar separadamente um cache e um banco de dados durável ou a infraestrutura subjacente necessária. Não há compromissos ou taxas iniciais para usar o serviço e os clientes pagam apenas pela capacidade do banco de dados usada. Ele está disponível hoje no Leste dos EUA (N. Virginia), Ásia-Pacífico (Mumbai), Europa (Irlanda) e América do Sul (São Paulo), e se expandirá para outras regiões nos próximos meses.

O Amazon MemoryDB para Redis é totalmente gerenciado, oferece baixa latência, alto rendimento e durabilidade em qualquer escala para facilitar a construção de aplicativos que requerem um banco de dados durável com latência inferior a um milissegundo

Hoje, segundo a empresa, os desenvolvedores que criam aplicativos que exigem alto desempenho em grande escala usam microsserviços, em que a funcionalidade do aplicativo é dividida em serviços separados e independentes para tornar os aplicativos mais fáceis de implementar, gerenciar e dimensionar. No entanto, os aplicativos construídos com microsserviços também aumentam a complexidade da base de código subjacente e exigem latência extremamente baixa, porque geralmente envolvem centenas de microsserviços por interação do usuário ou chamada de API.

Muitos clientes pedem ajuda para executar, dimensionar e gerenciar seus bancos de dados para aplicativos de alto desempenho, que precisam fornecer experiências de usuário em tempo real em escala, como comércio eletrônico, banco online e aplicativos de mídia e entretenimento desenvolvidos com microsserviços. Para atender a essas necessidades de desempenho e simplificar o código, muitos desenvolvedores usam o código aberto Redis como um cache para acelerar os tempos de resposta do aplicativo. Redis é popular entre os desenvolvedores por causa de suas estruturas de dados flexíveis, que simplificam o código necessário para modelar, classificar, mapear e listar dados. No entanto, para permitir um desempenho rápido e flexibilidade, o Redis como um cache troca durabilidade por velocidade, otimizando para rendimento e disponibilidade em vez da consistência e durabilidade exigidas em um armazenamento de dados primário.

Como resultado, os clientes que precisam de durabilidade e desempenho ultrarrápidos costumam usar Redis ao lado de um banco de dados como Amazon Aurora ou Amazon DynamoDB. Embora alguns desenvolvedores possam abrir mão da durabilidade e usar um cache como armazenamento de dados primário, eles devem estar preparados para reconstruir seus armazenamentos de dados quando ocorrer uma interrupção, o que é demorado, sujeito a erros e resulta em experiências ruins para o usuário final.

O Amazon MemoryDB para Redis é totalmente gerenciado, oferece baixa latência, alto rendimento e durabilidade em qualquer escala para facilitar a construção de aplicativos que requerem um banco de dados durável com latência inferior a um milissegundo. O serviço  armazena conjuntos de dados inteiros na memória e pode ser usado como um único banco de dados primário, permitindo que os clientes criem aplicativos de alto desempenho com microsserviços sem ter de gerenciar separadamente um cache, banco de dados durável ou a infraestrutura subjacente necessária.

“Cada vez mais clientes nos dizem que precisam de uma maneira mais fácil de criar aplicativos modernos com microsserviços, que exigem desempenho e durabilidade extremos”, disse Raju Gulabani, VP de Bancos de Dados e Análises da AWS. “Com o Amazon MemoryDB para Redis os clientes agora podem simplificar sua arquitetura com um banco de dados in-memory durável e ultrarrápido, sem o incômodo de gerenciar um cache separado, banco de dados e infraestrutura subjacente, para construir e dimensionar de forma rápida e fácil aplicativos que requerem interatividade em tempo real e reinventar as experiências do cliente”, explicou.

Serviço
aws.amazon.com

Amazon

Amazon MemoryDB para Redis

API

aplicativo

AWS

banco de dados

Microsserviço

Nuvem

Últimas Notícias
Você também pode gostar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.
Revista Digital
Edição do mês

Leia nesta edição:

Leia nessa edição sobre tecnologia

CAPA | PRÊMIO A ESCOLHA DO LEITOR

As indicações do usuário

Leia nessa edição sobre carreira

CÓDIGO ABERTO

Kubernetes rumo à Nuvem

Leia nessa edição sobre setorial | saúde

LEGISLAÇÃO

Importações desafiam as empresas

Esta é para você leitor da Revista Digital:

Leia nessa edição sobre sustentabilidade

COMUNICAÇÕES

5G: Será que agora vai?

Outubro | 2021 | #51 - Acesse:

Infor Channel Digital

Baixe o nosso aplicativo

Google Play
Apple Store

Agenda & Eventos

Cadastre seu Evento