book_icon

Por que o gerenciamento do ciclo de vida de software é estratégico para os negócios?

De acordo com um estudo publicado pela Associação Brasileira das Empresas de Software, ABES, em parceria com o IDC, em 2019, o mercado brasileiro de software cresceu 10,5%, com uma movimentação de R$ 161,7 bilhões (US$ 44,3 bilhões), se considerados os segmentos de software, serviços, hardware e as exportações do segmento. Com o mercado aquecido, as organizações perceberam que ter um envolvimento proativo com o ciclo de vida de software (SLM) é extremamente necessário para fornecer informações que permitem que as empresas promovam mudanças, economizem e mantenham sua propriedade de software protegidas.

Mas, o que é SAM e SLM?
SAM, nada mais é do que a gestão do ativo de softwares, que visa proteger a propriedade intelectual e o capital financeiro das companhias. Hoje em dia, as empresas precisam estar preparadas para realizarem as análises de suas licenças e contratos aceitos pela empresa, pelos fabricantes, para não sofrerem eventuais multas. Com a evolução da área de TI, SAM deixou de visar apenas auditoria, buscando entender o todo das suas licenças, a gestão de ativos e a governança corporativa com processos muito bem definidos.

Já o gerenciamento do ciclo de vida de software (SLM), atua desde o inventário até as etapas de um licenciamento, desde o momento em que a empresa compra do seu fabricante. Trata-se de um trabalho profundo e muito estratégico. Com esse processo estruturado, a área de TI é capaz de gerenciar, qualificar e garantir esses investimentos na tecnologia, que além de estar em conformidade com o fabricante, consegue maximizar a redução de custos e otimizar os investimentos. Desta forma, as empresas deixam de investir ou comprar licenças que não deveriam, reduzindo custos e investindo em outros segmentos da empresa.

Um processo de compras descentralizado traz riscos e aumenta a quantidade de softwares necessários no processo. Além disso, existem licenças que são instaladas desnecessariamente. O ciclo de vida contempla desde a solicitação, fornecimento, gerenciamento, até a mudança dentro de um licenciamento. O mesmo ocorre na nuvem, uma vez que, às vezes, essas licenças também não são tão necessárias quando a empresa migra para a Cloud. Desta forma, o ciclo de vida do software, o SLM, serve para que as pessoas tenham conhecimento e gestão corporativa daquilo que estão adquirindo e como estão instalando seus ativos.

Quanto maior o nível de maturidade de uma área de TI, maior o controle e o apoio nas tomadas de decisões da empresa, otimizando o negócio. Assim, irá existir o ganho financeiro que vai diretamente melhorar a vantagem competitiva e o desempenho da empresa, já que ela deixará de investir em licenças e passará a olhar a infraestrutura, o diferencial tecnológico e a transformação digital.

O impacto da pandemia na operação SLM das empresas
Antes, as empresas estavam muito mais preocupadas em estarem aderentes ao contrato do que realmente entenderem o que significava ter uma licença adequada para cada usuário. Hoje, as companhias passaram a buscar novas tecnologias para tornar processos mais eficientes e eficazes, reduzir custos, otimizar o investimento e todos os riscos relacionados à TI. Com esse novo cenário, as organizações conseguem dar mais atenção aos seus ativos de TI, entendendo a importância da adoção de processos para mensurar e controlar os seus ativos. Nesse contexto, a área de TI começou a influenciar e contribuir para a estratégia da empresa, garantindo assim maior competitividade no mercado.

A pandemia ajudou na aceleração no processo de empresas que estavam em fase de implementação e também de muitas empresas que não estavam nem prontas para que cada um dos seus colaboradores migrasse para o home office. Desta forma, essas companhias tiveram que realizar ajustes. Este é o momento para cada empresa fazer uma análise mais detalhada, olhar os contratos de aquisições, as compras, as licenças que foram baixadas, ou seja, olhar para o seu parque tecnológico. Por isso, é necessário olhar para o processo primeiro. Quando você otimiza o processo, você tem a visibilidade do todo.

Por Gabriela Camano, diretora de gerenciamento de ciclo de vida de software da SoftwareONE.

ciclo de vida de software (SLM)

Gabriela Camano

gerenciamento do ciclo de vida de software

SAM

SoftwareONE

Últimas Notícias
Você também pode gostar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.
Revista Digital
Edição do mês

Leia nesta edição:

Leia nessa edição sobre tecnologia

CAPA | GESTÃO

A doce ditadura da Governança de Dados

Leia nessa edição sobre carreira

CARREIRA

Profissões do futuro

Leia nessa edição sobre setorial | saúde

SETORIAL

Área pública: desafios e lucros

Esta é para você leitor da Revista Digital:

Leia nessa edição sobre sustentabilidade

LEGISLAÇÃO

LGPD Ano Um: uma construção inacabada

Setembro | 2021 | #50 - Acesse:

Infor Channel Digital

Baixe o nosso aplicativo

Google Play
Apple Store

Agenda & Eventos

Cadastre seu Evento