book_icon

Firmina, novo cabo submarino do Google, homenageia autora brasileira

Cabo de fibra óptica ligará a Costa Leste dos EUA com Las Toninas, na Argentina, com pontos de aterrissagem em Praia Grande e Punta del Este

Firmina, novo cabo submarino do Google, homenageia autora brasileira

Já ouviu falar em Maria Firmina dos Reis (1822 – 1917)? Ela foi uma abolicionista e autora brasileira, cujo romance Úrsula, de 1859, retrata a vida de afro-brasileiros sob a escravidão. Mestiça e intelectual, Firmina é considerada a primeira romancista do Brasil. Pois Firmina é agora o nome do mais novo projeto do Google, um cabo submarino aberto que está sendo construído e irá da Costa Leste dos Estados Unidos a Las Toninas, na Argentina, com pontos de aterrissagem em Praia Grande, litoral Sul de São Paulo, e Punta del Este, Uruguai. Firmina será o cabo mais longo do mundo, capaz de funcionar inteiramente a partir de uma única fonte de energia em uma extremidade do cabo se as outras fontes de energia ficarem temporariamente indisponíveis – um aumento de resiliência em um momento em que a conectividade confiável é mais importante do que nunca.

Firmina quebra essa barreira – conectando a América do Norte à América do Sul, o cabo será o mais longo a apresentar capacidade de alimentação de energia de ponta única

O anúncio foi feito por Bikash Koley, vice-presidente de Rede Global do Google Cloud, no blog da companhia. Segundo ele, como as pessoas e as empresas passaram a depender dos serviços digitais em muitos aspectos de suas vidas, a Firmina melhorará o acesso aos serviços do Google para usuários na América do Sul. Com 12 pares de fibra, o cabo transportará o tráfego com rapidez e segurança entre as Américas do Norte e do Sul, dando aos usuários acesso rápido e de baixa latência aos produtos do Google, como Search, Gmail e YouTube, bem como aos serviços do Google Cloud.

O recurso de fonte de alimentação de ponta única é importante para a confiabilidade, uma das principais prioridades da rede do Google. Com cabos submarinos, os dados viajam como pulsos de luz dentro das fibras ópticas do cabo. Esse sinal de luz é amplificado a cada 100 km com uma corrente elétrica de alta tensão fornecida nas estações de aterrissagem de cada país. Enquanto os sistemas de cabos mais curtos podem desfrutar da maior disponibilidade de alimentação de energia de uma única extremidade, cabos mais longos, com grandes contagens de pares de fibras, tornam isso mais difícil de fazer. Firmina quebra essa barreira – conectando a América do Norte à América do Sul, o cabo será o mais longo a apresentar capacidade de alimentação de energia de ponta única. Atingir esse projeto de quebra de recorde e altamente resiliente é conseguido fornecendo ao cabo uma tensão 20% mais alta do que com os sistemas anteriores.

“Incluindo Firmina, agora temos investimentos em 16 cabos submarinos, como Dunant, Equiano e Grace Hopper, e cabos de consórcio como Echo, JGA, INDIGO e Havfrue. Continuamos nosso trabalho de construção de uma rede e infraestrutura globais robustas , que inclui data centers do Google e regiões do Google Cloud em todo o mundo”, escreveu Koley.

Serviço
cloud.google.com

Bikash Koley

cabo submarino

Firmina

Gloogle Cloud

Maria Firmina dos Reis

Praia Grande

Punta del Este

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.
Revista Digital
Edição do mês

Leia nesta edição:

Leia nessa edição sobre tecnologia

ENCARTE - ESPECIAL DISTRIBUIÇÃO

Prêmio Excelência em Distribuição, e listagem de distribuidores de TIC

Leia nessa edição sobre carreira

ANÁLISES

Evoluções digitais

Leia nessa edição sobre setorial | saúde

TECNOLOGIA

Arquitetura descentralizada

Esta é para você leitor da Revista Digital:

Leia nessa edição sobre sustentabilidade

QUALIFICAÇÃO

Na jornada do conhecimento

Junho| 2021 | #47 - Acesse:

Infor Channel Digital

Baixe o nosso aplicativo

Google Play
Apple Store

Agenda & Eventos

Cadastre seu Evento