book_icon

Estudo IBM e IDC: Empresas brasileiras aceleram a adoção de Nuvem híbrida

O levantamento realizado entre setembro e novembro de 2020, com decisores e influenciadores nos temas de infraestrutura de TI e Cloud de 143 empresas com mais de 500 funcionários, concluiu entre outros pontos que a transição para um modelo de Nuvem híbrida está em curso, com 59% das empresas entrevistadas utilizando algum tipo de Nuvem
Estudo IBM e IDC: Empresas brasileiras aceleram a adoção de Nuvem híbrida

A IBM divulgou hoje dados sobre a maturidade das empresas do Brasil em relação à sua adoção de Nuvem híbrida. A pesquisa “Quão preparada estão as empresas brasileiras para adoção de nuvem híbrida?”, realizada pela IDC a pedido da IBM, revela que que as empresas brasileiras estão indo além da experimentação, movendo cargas de trabalho críticas aos ambientes em Nuvem híbrida para gerar maior competitividade e agilidade nos negócios.
O estudo contou com a participação de 143 empresas de grande porte no Brasil e buscou entender como as companhias usam diferentes modelos de infraestrutura de TI para gerar valor e inovação. Atualmente, 33% das empresas entrevistadas já integram ambientes de Nuvem de distintos tipos e provedores, em uma abordagem de Nuvem híbrida. Outras 17% apontam que planejam fazer isso nos próximos 12 meses, com grande foco em aprimorar a modernização e mobilidade de aplicações.

A alta de abordagem definida para modernização das cargas de trabalho é um desafio enquanto as empresas avançam
No País, ainda predominam ambientes de TI tradicionais e 83% das empresas participantes ainda contam com seu próprio datacenter. Mas a transição para um modelo de Nuvem híbrida está em curso, com 59% das empresas entrevistadas utilizando algum tipo de Nuvem; na amostra geral, 33% das organizações trabalham com Nuvem pública, 31% com nuvem privada on-premises e 27% com Nuvem privada hospedada em um provedor.
Entre as empresas que atualmente trabalham com nuvem privada, 40% quer executar mais da metade de suas cargas de trabalho nesse ambiente dentro de 24 meses. Com a Nuvem pública não é diferente: 45% das empresas que estão na nuvem pública hoje querem levar metade ou mais de suas cargas de trabalho para esse ambiente nos próximos dois anos.
Outros resultados
A estratégia multicloud – na qual as empresas têm aplicações rodando em mais de uma nuvem pública – já é uma realidade, com 55% dos entrevistados utilizando mais de um provedor de cloud pública para IaaS e PaaS. Cerca de 48% das empresas respondentes usam algum tipo de Nuvem privada. E essas empresas estão indo além da experimentação: 49% das que usam Nuvem pública e 51% das que têm Nuvem privada usam Cloud para cargas de trabalho críticas em produção.
Outro ponto é a falta de abordagem definida para modernização das cargas de trabalho é um desafio enquanto as empresas avançam. 31% das empresas apontam que a prioridade é substituir uma aplicação atual por uma nova solução já em Nuvem – SaaS, enquanto 22% acreditam que é mover a aplicação da forma como está para um ambiente de nuvem. Apenas 19% dizem que atualizar ou reescrever a aplicação para adequá-la à Nuvem é prioridade para a modernização das cargas de trabalho.
“Hoje os negócios estão se tornando digitais. As empresas estão sendo demandadas como nunca, reinventando a maneira de fazer negócios e criando novas experiências. A estratégia de Nuvem híbrida se tornou essencial por permitir um alto nível de escalabilidade, resiliência e performance com segurança”, diz Guilherme Novaes, diretor de Hybrid Cloud Integration da IBM Brasil. “Ter uma abordagem de nuvem híbrida aberta pode ser o elo tecnológico que permite a uma organização aproveitar todos os recursos disponíveis para uma melhor performance operacional e de negócios.”
“As empresas brasileiras estão no início da sua jornada para a nuvem híbrida e há muito espaço para amadurecimento. Ainda que haja desafios, as empresas têm clareza dos resultados que a nuvem pode trazer para os seus negócios e enxergam o valor que um ambiente de nuvem híbrida aberto oferece para além da área de TI”, diz Luciano Ramos, gerente de pesquisa e consultoria para o segmento Enterprise da IDC Brasil.
A Nuvem híbrida hoje representa uma oportunidade mundial de 1,2 trilhão de dólares. No Brasil é uma tendência extremamente importante, especialmente para cargas de trabalho críticas. A IBM está comprometida em ajudar as empresas a aproveitarem essa oportunidade, com soluções de software de nuvem híbrida para impulsionar sua transformação digital, dando flexibilidade para equilibrar a necessidade de manter algumas cargas de trabalho no local ou em uma nuvem privada, e aproveitando a velocidade e a flexibilidade da nuvem pública.
Serviço
Questionário da IDC, disponível para que outras empresas façam sua autoavaliação –  https://hybridcloudadoption.idclatinsurvey.com/

estratégia multicloud

Guilherme Novaes

IBM

IDC

Luciano Ramos

maturidade das empresas do Brasil

Nuvem híbrida

Quão preparada estão as empresas brasileiras para adoção de Nuvem híbrida?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.
Revista Digital
Edição do mês

Leia nesta edição:

Leia nessa edição sobre tecnologia

CAPA | TENDÊNCIAS

Tecnologias imersivas ganham impulso nos negócios

Leia nessa edição sobre carreira

INDÚSTRIA 4.0

Fábrica conectada

Leia nessa edição sobre setorial | saúde

SERVIÇOS

Trunfos dos menores

Esta é para você leitor da Revista Digital:

Leia nessa edição sobre sustentabilidade

TENDÊNCIAS

A casa também foi para a Nuvem

Julho| 2021 | #48 - Acesse:

Infor Channel Digital

Baixe o nosso aplicativo

Google Play
Apple Store

Agenda & Eventos

Cadastre seu Evento