book_icon

Empresas buscam cada vez mais soluções nacionais de segurança cibernética

Apura S/A cresce 150% ao ano oferecendo plataformas de proteção para corporações. Ataques envolvendo o tema Covid-19 também aceleraram busca por soluções da empresa
Empresas buscam cada vez mais soluções nacionais de segurança cibernética

Fraudes, invasões de sistemas, vazamento de informações estratégicas e interrupção da operação de ativos críticos, entre outras ameaças aos sistemas de tecnologias da informação tornaram-se preocupações recorrentes entre empresas das mais diversas atividades econômicas. Buscando a chamada segurança cibernética, corporações de vários portes e setores estão recorrendo cada vez mais a soluções que propiciem a detecção e proteção de ameaças reais aos seus negócios.
A expansão da brasileira Apura Cybersecurity Intelligence, que tem unidades em São Paulo e Brasília e um elenco crescente de clientes de grande porte, é um indicador de como essa preocupação se faz presente na gestão das empresas. Nos últimos três anos, a empresa obteve um crescimento constante de 150% ao ano, graças ao êxito das plataformas próprias de segurança e inteligência cibernética oferecidas pela companhia. O crescimento deve-se também ao maior investimento das empresas em soluções de detecção e reação aos incidentes de segurança cibernética, cada vez mais comuns nas corporações.

DETECÇÃO E RESPOSTA RÁPIDA A AMEAÇAS
Sandro Süffert explica que um dos segredos da expansão da Apura está na especialização constante dos seus colaboradores e na expertise que cresce a cada dia com o atendimento de complexas demandas no mercado. “Estrategicamente, focamos nossas atividades na detecção de ameaças em fontes abertas e na resposta a incidentes de segurança e fraudes, além de outros serviços que proporcionam um retorno financeiro real para nossos clientes”, explica o executivo.
A empresa, que possui mais de 140 clientes, desenvolve outras atividades que possibilitam aos clientes detectar e reagir a ameaças cibernéticas a seus negócios de origem interna e externa; além de detectar, responder e bloquear ataques cibernéticos; monitorar e investigar incidentes, crimes e fraudes financeiras.
“A segurança cibernética deve ser encarada como uma operação de contrainteligência”, sublinha o CEO, ao abordar a importância de as corporações dedicarem atenção especial ao tema. Corporações do sistema financeiro (incluindo oito dos dez principais bancos do País), operadoras de telecomunicações, redes de varejo, marcas das indústrias automotiva, de alimentos e de equipamentos, da área de energia e órgãos públicos de segurança estão entre os clientes da Apura.
INVESTIMENTO EM SOLUÇÕES PRÓPRIAS
A Apura revende soluções avançadas de parceiros estratégicos da Suécia, Estados Unidos e Reino Unido, mas nos últimos 3 anos acelerou o desenvolvimento de soluções próprias em segurança cibernética que atendem às particularidades das organizações brasileiras.
                   Boitatá é solução de Inteligência Cibernética desenvolvida na América Latina
Sandro Süffert destaca que os produtos desenvolvidos pela Apura têm grande penetração no mercado nacional e na América Latina pela grande visibilidade que trazem aos clientes, com o monitoramento do cenário cibernético na região. O Boitatá é uma dessas plataformas, voltada a identificar e a reagir de forma proativa às ameaças detectadas fora da rede dos clientes da empresa. “É hoje a maior plataforma de ‘Threat Intelligence’ e ‘Open Soure Intelligence’ – [inteligência de ameaças e inteligência de fontes abertas, em tradução literal] da América Latina”, ressalta o CEO.
ATUAÇÃO DURANTE A COVID-19
Nos últimos meses, a Apura S/A tem atuado na proteção de empresas contra ataques envolvendo o tema Covid-19. Com o início da pandemia, criminosos têm se aproveitado da busca por estes assuntos na internet para aplicar golpes envolvendo nomes de instituições públicas e corporações privadas dos mais variados segmentos.
As fraudes recorrentes levaram a empresa a disponibilizar relatórios onde são listados os golpes cibernéticos identificados, com textos que explicam como agem os criminosos e imagens que ajudam a reconhecer os casos constatados. São três ao todo: um destinado a pessoas físicas, outro às instituições de saúde e um terceiro para autoridades governamentais.
Em seu último levantamento realizado, a Apura identificou a existência de mais de 1 milhão de ocorrências de sites suspeitos com “Covid” e “coronavírus” no domínio no mês de junho no mundo todo. Ameaças e fraudes relacionadas a resposta dos governos em relação a pandemia são acompanhadas de perto pela empresa, que sempre atua de forma próxima às autoridades competentes na identificação e apoio a casos em que sua expertise seja relevante – o que é uma tendência cada vez mais crescente.
Serviço
www.apura.com.br

Apura Cybersecurity Intelligence

Apura S/A

Boitatá

Sandro Süffert

soluções nacionais de segurança cibernética

Últimas Notícias
Você também pode gostar
As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.