Carreira

Universidade corporativa é aplicada para elevar a competitividade

Criação de ambientes virtuais de ensino viabiliza formação de funcionários também para empresas menores

Cada vez mais empresas entram para o time de corporações que decidem criar universidades internas com o objetivo de qualificar não apenas sua própria equipe, mas também colaboradores e gestores de seus clientes. Até bem pouco tempo restrita a grandes companhias, o desenvolvimento e a popularização de diferentes tecnologias tem tornado a criação de universidades corporativas viável financeiramente para empresas menores, especialmente com a criação de ambientes virtuais de ensino.

“Manter um aprendizado dinâmico e constante, promovendo a cultura da educação dentro da sua empresa, é cada vez mais importante para aumentar a competitividade da empresa em relação ao mercado”, afirma Luiz Alberto Ferla, presidente do DOT digital group, referência em tecnologias para a educação (EdTech). A empresa tem em seu portfólio grandes marcas que investem em plataformas digitais para promover o desenvolvimento e treinamento de seus funcionários e parceiros, como Honda, Natura e Tivit.

A escassez da mão de obra qualificada e o alto custo da formação de um profissional, são pontos que refletem diretamente nos serviços prestados pelos provedores

A Tivit, empresa de serviços integrados de tecnologia para a América Latina, queria expandir a Academia Techno Tivitcom a implementação de cursos a distância. O DOT desenvolveu uma plataforma com recursos inovadores como simuladores, realidade virtual e realidade aumentada. Em pouco mais de um ano, a ferramenta alcançou mais de 550 cursos disponíveis para cerca de 9,5 mil colaboradores. A partir desses resultados, a Tivit lançou seu portal de educação corporativa, com foco no treinamento de seus profissionais de TI.

Capacitando o próprio mercado – Capacitar o time do cliente é o objetivo da Universidade Cianet, lançada durante o ISP Next Summit 2018, promovido em novembro pela empresa. A Cianet é referência em soluções tecnológicas para pequenos provedores de internet, conhecidos como ISP. São mais de 7 mil prestadores de acesso à internet no Brasil, segundo dados da Anatel. O segmento cresceu muito nos últimos anos e, junto, já é o terceiro maior mercado de acesso à banda larga fixa no Brasil, à frente da operadora Oi.

Para garantir a competitividade dos Internet Service Providers (ISP) e, assim, garantir o crescimento do próprio mercado, a Cianet está disponibilizando cursos online para seus clientes. Uma das trilhas, por exemplo, ensina equipes de ISP a instalar redes ópticas e redes FTTx. “Nosso papel é enxergar à frente estando ao lado do cliente”, afirma Sílvia Folster, CEO da empresa. “No segmento de mercado do provedores regionais, questões que tangem a educação, como a escassez da mão de obra qualificada e o alto custo da formação de um profissional, são pontos que refletem diretamente nos serviços prestados pelos provedores”.

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório