Canal de Distribuição

Mundo Verde aposta em tecnologia e canais

Rede de produtos naturais e orgânicos prepara expansão com tecnologia da Linx

Para gerir a operação de uma rede com mais de 400 lojas por todo o Brasil, o Mundo Verde, maior varejista especializada em produtos naturais e orgânicos da América Latina, passou a contar com a ajuda de soluções de inteligência de negócios e de sistemas de gestão da Linx, empresa especialista em tecnologia para o varejo no País.

Todos os dias, as plataformas de varejo ajudam a rede a atender a cerca de 120 mil pessoas em busca de pelo menos 10 mil itens oferecidos em suas lojas. Isso só é possível, pois o Mundo Verde tem testado e investido em soluções Linx para melhoria de gestão – Analytics e para melhoria de experiência em loja – Mobile, garantindo assim o aspecto digital e inovador.

A Linx foi o parceiro tecnológico escolhido para prover o sistema de gestão para o grupo em 2011, por causa da flexibilidade que a empresa mostrou em atender às demandas que são diferentes de acordo com o canal de vendas utilizado pelo Mundo Verde, como shoppings, quiosques, e-commerce e outros. O sistema fornecido possibilita a gestão de estoque e financeira das lojas e das demandas da franqueadora, tudo 100% web.

Os sistemas da companhia foram essenciais para a adaptação do sortimento de produtos oferecidos aos clientes, muito diferente em cada loja. “Por se tratar de uma rede de lojas com muitas franquias, as soluções da Linx puderam ajudá-los a acompanhar a personalização das ofertas em cada unidade, com produtos muito diferentes de uma loja para a outra”, conta Ricardo Pinho, diretor de Customer Success da Linx.

Mundo Verde tem testado e investido em soluções Linx para melhoria de gestão e experiência em loja

O resultado da adoção a novas tecnologias tem sido tão positivo que, em outubro deste ano, o Mundo Verde anunciou a aquisição da Natue, maior plataforma de comércio eletrônico de produtos naturais do Brasil, colocando a rede no universo online. “Estamos discutindo os próximos passos desta nova fase do negócio com os fornecedores envolvidos. Agora, nossa prioridade é integrar o virtual com o físico, promovendo a melhor experiência possível aos consumidores”, explica Charles Martins, CEO do Mundo Verde.

Além do investimento em e-commerce, o Mundo Verde, que fatura R$ 585 milhões anuais, aposta na abertura de quiosques da marca em pontos com grande afluxo de pessoas em grandes cidades – como shoppings centers e estações do metrô – e na implantação de vending machines, projeto que deve ser lançado em 2019.

Serviço
Para mais informações, acesse http://www.mundoverde.com.br

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.