book_icon

5 dicas valiosas para selecionar o melhor gerente de projetos da sua empresa

5 dicas valiosas para selecionar o melhor gerente de projetos da sua empresa

*Vanessa Zandonadi

Imagine que você indica um de seus melhores profissionais da área técnica para ser gerente de projetos em uma determinada iniciativa. Ele trabalha na área há dez anos, entende o processo de ponta a ponta e detém todas as informações. Como gestor, você está convicto de que ele saberá conduzir a equipe e garantir o bom andamento do cronograma.

Após um mês, você percebe que o projeto estagnou, as entregas não estão de acordo com as metas traçadas e a responsabilidade pelos problemas, em grande parte, é do gerente de projetos. Em uma reunião de feedback, ele reconhece que não consegue estabelecer relações interpessoais positivas, tampouco soluciona os problemas que aparecem no dia a dia.

A história acima é fictícia, mas pode acontecer em qualquer organização que designa gestores de projetos apenas com base em suas competências técnicas, sem considerar as comportamentais. O conhecimento técnico não é a única característica a ser observada para designar um profissional que vai liderar uma iniciativa.
Detalho a seguir cinco competências que julgo fundamentais para a seleção de um gerente de processos de sucesso.

1 – Liderança
Um projeto não é composto somente de processos, cronogramas, planilhas ou documentos. Em toda sua vida ele é gerido, planejado e executado por pessoas. Uma das principais atribuições do gerente de projetos é a de formar uma equipe que exerça as atividades do projeto conforme o planejado, além da capacidade de liderar tanto pessoas quanto processos. O bom gerente é capaz de coordenar equipes com destreza, alocando seus recursos na medida da real necessidade.

2 – Comunicação
Uma das principais competências do gerente de projetos é de ser um bom comunicador. É importante que o profissional saiba ouvir (as demandas dos clientes, os problemas da equipe, os direcionamentos corporativos), saiba entender (traduzir as informações dentro do contexto do projeto) e saiba conversar (com o cliente, com a equipe, com a liderança, com fornecedores). A boa comunicação acontece quando o outro, com quem nos relacionamos, compreende o que é dito.

3 – Negociação
Garantir a realização dos objetivos dentro das condições de prazos, custos, qualidade e especificações previstas, é um dos fatores imprescindíveis para o cargo. O profissional deve se concentrar em atender às demandas dos clientes e a lidar com as mudanças ao longo da sua realização. Em inúmeras situações, ele terá que negociar com diferentes stakeholders do projeto para garantir os resultados esperados. Ele também tem o papel de manter a equipe maleável diante das mudanças que o projeto pode sofrer até o final.

4 – Solucionar problemas
O profissional em gerenciamento de projetos deve ser um especialista em “fazer acontecer”. Sua função é viabilizar a transformação de um plano em realidade. Para isso ele precisa liderar pessoas, construir e seguir processos, cumprir cronogramas e assegurar-se sobre as entregas acordadas. Diante de possíveis conflitos, deve utilizar as competências fundamentais de comunicação e negociação para buscar as melhores respostas, que atendam aos objetivos do projeto e às demandas das pessoas envolvidas.

5 – Motivação
Utilizando-se de suas capacidades de liderança e comunicação, ele deve motivar e conquistar sua equipe a cada dia, para que juntos possam contornar situações difíceis, amenizar conflitos, minimizar possíveis desvios e conduzir o projeto ao sucesso. Cabe ao gestor reforçar a importância do trabalho desenvolvido, reconhecer as pessoas que se destacam na equipe e reforçar o valor que a iniciativa tem para a estratégia da empresa. Para isso, é necessário que as metas da equipe estejam alinhadas às premissas definidas inicialmente no escopo e cabe ao gerente utilizar suas habilidades para conseguir que as metas sejam atingidas.

Como no exemplo fictício que usei para abrir o artigo, a maioria das falhas nos projetos está relacionada a fatores comportamentais, o que comprova que um gerente de projeto deve ter, além do perfil técnico, habilidades pessoais que atendam a necessidade exigida pela função.

É percebido que essas competências fundamentais são cada vez mais exigidas e que elas contribuem positivamente para o sucesso dos projetos, além de ser um fator estratégico para as organizações.

*Vanessa Zandonadi é gerente de projetos na Sankhya.

Últimas Notícias
Você também pode gostar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.
Revista Digital
Edição do mês

Leia nesta edição:

Leia nessa edição sobre tecnologia

CAPA | PRÊMIO A ESCOLHA DO LEITOR

As indicações do usuário

Leia nessa edição sobre carreira

CÓDIGO ABERTO

Kubernetes rumo à Nuvem

Leia nessa edição sobre setorial | saúde

LEGISLAÇÃO

Importações desafiam as empresas

Esta é para você leitor da Revista Digital:

Leia nessa edição sobre sustentabilidade

COMUNICAÇÕES

5G: Será que agora vai?

Outubro | 2021 | #51 - Acesse:

Infor Channel Digital

Baixe o nosso aplicativo

Google Play
Apple Store

Agenda & Eventos

Cadastre seu Evento