Informe aqui

Quatro conhecimentos de destaque para um profissional de TI

Por Fábio Freire*

Quando falamos de tecnologia falamos de negócios. Afinal, com a ascensão de soluções como Big Data, Inteligência Artificial (IA), Internet das Coisas (IoT), Blockchain, entre outras, atualmente é difícil imaginarmos um empreendimento ou uma companhia que opera, em grande escala, sem fazer uso de ferramentas e recursos digitais. Segundo estimativa da Gartner, apenas esse ano, os gastos com TI em nível global vão chegar a US$ 3,7 trilhões, o que representa um aumento de 6,2% em comparação a 2017.

Além de contar com equipamentos e sistemas de ponta, empresas que desejam manter-se competitivas também precisam investir em uma equipe antenada às últimas novidades e com conhecimentos específicos, para otimizar o uso desses recursos. O mercado de trabalho acompanha essas mudanças e já demanda um perfil mais abrangentes desses profissionais. Separei quatro conhecimentos que fazem a diferença no currículo dos indivíduos que atuam em TI e para as organizações que estão formando seus times. Confira!

1. Big Data e análise de dados
Segundo a Frost&Sullivan, só no mercado latino-americano, o Big Data e Analytics deve chegar a US$ 8,5 bilhões em 2023, e as possibilidades que esse tipo solução traz são cada vez mais relevantes para o mundo corporativo. Ao analisar dados de diferentes origens, é possível delinear perfis de comportamento, desenvolver novos projetos a partir da avaliação de históricos, e condensar relatórios com indicadores estratégicos essenciais para a tomada de decisão.

2. Familiaridade com aplicativos
Uma das razões para lidarmos com um volume imenso de dados é o crescente uso de apps. Esse recurso é essencial para complementar a estratégia omnichannel que vêm ganhando destaque em companhias de diferentes setores. A ideia é ampliar as opções e canais de relacionamento com o cliente, e os aplicativos são de grande relevância nesse contexto, levando em conta que 138 milhões de brasileiros possuem um smartphone, segundo o IBGE. Um profissional que conheça as particularidades desse tipo de plataforma pode auxiliar na integração de soluções e na otimização da comunicação da companhia.

3. Domínio de idiomas
Muitos dos termos usados no dia a dia de tecnologia estão em outro idioma, desde inglês, a espanhol, francês, alemão e até mesmo mandarim. Isso sem contar que por vezes o suporte técnico de determinados sistemas e soluções ficam em outros países, o que demanda conhecimento da linguagem para agilizar a facilitar a comunicação entre equipes.

4. Visão de negócios
A tecnologia é usada amplamente no ambiente corporativo e com finalidades diversas. Essa abrangência faz com que o profissional de TI dialogue com times que nem sempre têm expertise técnica e isso demanda uma visão de negócios para compreender quais são as necessidades e como a aplicação dos recursos digitais pode ser eficiente para atingir os resultados em cada cenário.

*Fábio Freire, é CEO na FindUP, empresa de tecnologia que automatiza todo o ciclo do atendimento técnico através de geolocalização, visando otimizar a contratação de profissionais especializados em TI para grandes corporações.

Sobre a FindUP:

Fundada em 2015, a plataforma automatiza todo o ciclo do atendimento técnico através de geolocalização, visando otimizar a contratação de profissionais especializados em TI para grandes corporações. A startup fundada por Fábio Freire, Gustavo Ferreira e Tiago Lira, já conta com atuação de norte ao sul do país. Tem no rol de organizações atendidas empresas como Magazine Luiza, Azul Linhas Aéras, 99 taxi, Natura, SmartFit, Riachuelo, Pernambucanas, Calvin Klein, Brooksfield, Walmart, SmartFit, MRV Engenharia, Cinemark, L´Occitane, Banco Daycoval, dentre outras. Para mais informações: www.findup.com.br

Informações à imprensa:

NB Press Comunicação
Contato: Marina Sant’Ana / Priscila Gomes
Tel: 11 3254-6464
E-mail: findup@nbpress.com / marinasantana@nbpress.com / priscilagomes@nbpress.com

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.