Mercado

Mercado de TIC cresce 12,7% em 2017 no Brasil

Segundo levantamento da Brasscom, setor movimentou R$ 195,7 bilhões em 2017, impulsionado principalmente pela nuvem

O Mercado de TIC brasileiro movimentou em 2017 R$ 195,7 milhões e cresceu 12,7%. Segundo a Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom), o setor cresceu impulsionado pela adoção de nuvem, responsável no levantamento por 51,7% do crescimento. Para 2018, a expectativa é crescer 5,5%.

“O governo federal passa a partir desse ano a incluir estratégia digital em sua agenda”, Benjamin Quadros

Para a Brasscom, TIC engloba companhias de hardware, software, serviços, nuvem, estatais BPO e exportações. Se a medição considerar também o mercado de TI In House (departamentos de TI em empresas que não são de TI), o crescimento foi de 9,9% e a produção de R$ 238,9 bilhões.

No total, incluindo também Telecom, o mercado cresceu 5,4% e produziu R$ 467,8 bilhões em 2017. Segundo Sergio Paulo Gallindo, presidente-executivo da Brasscom, a recessão ocasionou em um certo atraso, mas o setor deve se projetar daqui para a frente. “Nos últimos dois anos, o setor sofreu também com a queda das vendas de hardware, que retomou por conta de atualizações”, explica.

Segundo Benjamin Quadros, presidente do conselho da Brasscom, o governo federal também deve impulsionar o setor com a inclusão do digital em sua estratégia. “O governo federal passa a partir desse ano a incluir estratégia digital em sua agenda, o que deve contribuir para a retomada. Em conversas com deputados percebemos sinais de avanços no Congresso”, diz.

Geração de empregos

Em 2017, no total (incluindo TIC, TI In House e Telecom) o setor foi responsável pela geração de 1,6 milhão de vagas. TIC e TI In House foi responsável por 1,4 milhão e TIC, 817 mil.

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.