book_icon

Existe momento certo para atualizar o banco de dados? Entenda como isso impacta no seu negócio

Existe momento certo para atualizar o banco de dados? Entenda como isso impacta no seu negócio

Por Rafael Albuquerque*
Que os bancos de dados são fundamentais para o sucesso das empresas não é novidade. Segundo pesquisa desenvolvida pelo IDG Research Services, que mensura o impacto de informações eficientes nos negócios, organizações que utilizam esse tipo de solução têm crescimento 35% mais rápido e produtividade 10% maior do que as que não utilizam os dados em sua estratégia.

O momento, portanto, é de conscientização para a atualização do banco de dados. Pois, caso contrário, há o risco de gerar prejuízo para a operação, independentemente do tipo de negócio. Dessa forma, a companhia pode definir seu público-alvo, analisar a expansão de forma estratégica e, principalmente, ter um contato direto com os consumidores, já que, sem eles, novas vendas não são possíveis.

Com a falta de insumos do database, é comum que haja a dificuldade em contatar os clientes. Como consequência, os resultados em ações de comunicação ou prospecção tendem a ser insatisfatórios. Em ações de cobrança, o prejuízo é ainda maior, devido à impossibilidade de contato, pois além de não ter o retorno, existe o custo com toda a operação e estrutura.

Para evitar esse tipo de intercorrência, a base de dados deve ser revisada pelo menos uma vez por ano, visto que é tempo suficiente para que os clientes tenham mudado de endereço, telefone, e-mail ou possuam algum novo detalhe de perfil. Porém, vale ressaltar que isso varia muito de negócio para negócio, precisando ser considerado qual o impacto do contato com os consumidores no resultado final.

Além da manutenção das informações, é preciso padronizá-las, visto que uma coleta incompleta, que gera dados imprecisos e desnecessários, pode ser igualmente prejudicial para a companhia.

Portanto, para mensurar o retorno a partir de uma base de dados eficiente, é preciso analisar o número de vendas. A tendência é que ele aumente ou que pelo menos auxilie na retenção de clientes recorrentes no dia a dia e no contato com os consumidores. Além disso, é possível mensurar se o público foi atingido pelas ações comunicacionais, como as de e-mail marketing, que permitem a verificação da taxa de abertura.
*Rafael Albuquerque é CEO da Unitfour, empresa brasileira referência em fornecimento de dados para as áreas de cobrança, call centers, risco, crédito, antifraude, CRM e marketing. https://www.unitfour.com.br/
Sobre a UnitFour:
Criada em 2007, a UnitFour é referência como empresa brasileira fornecedora de dados para as áreas de cobrança, call centers, risco, crédito, antifraude, CRM e marketing. Com 5 mil clientes atendidos, entre grandes bancos, fintechs, operadoras de telefonia e empresas de prevenção à fraude no e-commerce, a UnitFour conta com uma das bases mais completas do mercado, com mais de 208 milhões de CPFs e 30 milhões de CNPJs cadastrados. Faz parte da Associação Brasileira de O2O. Mais informações no site: www.unitfour.com.br
Informações à imprensa:

NB Press Comunicação
Contato: Marina Sant’Ana; Natália Lippo; Christiane Ferreira
Tel: 11 3254-6464
[email protected]; [email protected]; [email protected]

Últimas Notícias
Você também pode gostar
As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.