Informe aqui

Elipse E3 na automação do prédio de serviços da Cidade Administrativa de Minas Gerais

Com 270 mil m² de área construída, a Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves é a sede oficial do governo de Minas Gerais, no Brasil. Localizada na Rodovia Papa João Paulo II, no bairro Serra Verde, entre Belo Horizonte, Vespasiano e Santa Luzia, a Cidade Administrativa de Minas Gerais (CAMG), como é mais conhecida, possui seis edificações que abrigam a sede do governo, secretarias de estado, centro de convivência, auditório, prédio de serviços, praças de alimentação e restaurantes.

Em busca de automatizar o prédio de serviços, edificação com 22.300 m² de área total que abriga a PMMG, o Corpo de Bombeiros e a SEPLAG, órgão responsável pela administração e manutenção de toda a planta da CAMG, o governo mineiro decidiu utilizar o Elipse E3. Para implementar a solução da Elipse Software, empresa desenvolvedora de tecnologias para o gerenciamento remoto de processos, o governo contou com o apoio da Digicomp Engenharia e Tecnologia, especializada na prestação de serviços de infraestrutura de TI e Telecom.

Através do E3, acessado via uma sala de controle localizada no próprio edifício, é possível controlar, em tempo real, os sistemas de iluminação, climatização, sensores de alarme anti-incêndio, câmeras de segurança e portas de acesso. No canto superior direito das telas, a aplicação exibe ícones de atalho às telas de login, início, análise de variáveis analógicas e de acesso ao unifilar elétrico, alarmes, eventos e arquitetura do sistema. Já na margem inferior das telas, o software lista os últimos alarmes assinalados.

O E3 permite controlar todas as lâmpadas, ar condicionados e fancoils existentes no subsolo, térreo, 1º e 2º andares do prédio de serviços da CAMG. Através dele, é possível ligar/desligar lâmpadas e monitorar se estão queimadas. O software também permite verificar o percentual de luz externa e elétrica que estão sendo utilizadas, fazendo a dimerização, ou seja, regulando a luz elétrica de acordo com a iluminação externa. Assim, quanto maior for a iluminação externa, o E3 atua de modo a diminuir a intensidade da luz interna e vice-versa.

Já na parte ligada à climatização, o software permite monitorar as temperaturas mensuradas junto a cada aparelho de ar condicionado, tanto a atual, exibida mais acima, quanto a de setpoint, considerada a mais indicada que é mostrada mais abaixo nos ícones que representam cada aparelho nas telas. O E3 também exibe a temperatura de saída do ar dos fancoils, equipamentos que refrigeram o ar. Caso haja um problema sobre qualquer lâmpada, ar condicionado ou fancoil, o software faz com que seus os ícones apareçam piscando, dando mais detalhes sobre os problemas na margem inferior das telas.

O E3 permite monitorar se as portas de acesso existentes nos quatro pisos do prédio estão abertas (barra vermelha) ou fechadas (barra verde). Caso haja uma tentativa de intrusão em uma das portas, o software faz com que a barra alusiva a ela apareça piscando em amarelo e vermelho, dando mais detalhes sobre a ocorrência na margem inferior das telas. A mesma inteligência se aplica aos sensores de detecção de incêndio. Caso haja um incêndio no térreo, por exemplo, o E3 atua de modo a fazer com que a esfera azul alusiva ao sensor instalado naquele local apareça piscando em amarelo e vermelho, dando mais detalhes sobre o problema na margem inferior das telas.

Para reforçar a segurança, o software também permite acessar as imagens captadas pelas câmeras instaladas nos quatro pavimentos do prédio. Seguindo a inteligência dos alarmes junto aos sistemas de iluminação e climatização, caso uma das câmeras pare de funcionar, o E3 faz com que seu ícone apareça piscando, dando mais detalhes sobre o problema na margem inferior das telas. Mais informações no case (www.elipse.com.br/case/elipse-e3-confere-mais-seguranca-aos-controles-de-acesso-iluminacao-e-climatizacao-do-predio-de-servicos-da-cidade-administrativa-de-mg).