Informe aqui

Elipse E3 agrega mais qualidade ao sistema SCADA do COS e COG da ENGIE

A ENGIE é o maior produtor privado de energia elétrica do Brasil, com um parque gerador bastante diversificado e capacidade instalada de 7.069 MW, o que representa cerca de 6% da capacidade nacional, sendo 90% proveniente de fontes limpas e renováveis. Desde 2005, a ENGIE utiliza o E3, solução desenvolvida pela gaúcha Elipse Software, como seu sistema para aquisição de dados. Em 2015, o grupo construiu o COS (Centro de Operação do Sistema) e, um ano depois, o COG (Centro de Operação da Geração).

Para Alan Bronaut, Coordenador de Sistemas e Engenharia de Produção da ENGIE, a qualidade e disponibilidade dos recursos de supervisão e controle oferecidos pelo E3, aliadas à agilidade do suporte da Elipse, foram determinantes para sua escolha como software SCADA no SSG (Sistema de Supervisão da Geração), a solução customizada instalada no COS e COG.

Por meio do SSG-COS, é possível realizar o despacho operacional de todas as usinas da ENGIE. Já o SSG-COG é utilizado exclusivamente para controlar as seguintes usinas: UHE Ponte de Pedra (UHPP), PCH Rondonópolis (PHRO), PCH José Gelázio (PHG), UHE Cana Brava (UHCB) e UHE São Salvador (UHSA). Até o final de 2017, a UHE Passo Fundo passará a ser também operada pelo COG.

Utilizando os conceitos de IHM de alta performance, o software da Elipse permite realizar a supervisão e controle das unidades geradoras das usinas, assim como a monitoração dos limites de operação de suas turbinas e geradores. Os reservatórios de água também podem ser supervisionados pelo E3.

As tensões, correntes, disjuntores e seccionadoras das subestações das usinas são também controladas pelo software, assim como os equipamentos dos seus sistemas auxiliares. Além disso, o E3 permite monitorar e realizar comandos sobre bombas e válvulas que integram os sistemas de drenagem, esgotamento, exaustão e ventilação das turbinas e geradores. As temperaturas dos enrolamentos e ranhuras dos estatores, equipamentos das turbinas, são também exibidas pelo software.

Para reforçar ainda mais este controle preventivo, o E3 exibe todas as informações sobre os dispositivos de proteção das usinas. As bombas, válvulas, filtros e outros elementos relacionados às trocas de calor necessárias para resfriar a água de modo a poder ser novamente utilizada nas usinas também são monitorados pelo software. Por fim, a solução controla o sistema de excitação das usinas, exibindo a tensão terminal dos geradores.

Mais informações no case – https://www.elipse.com.br/case/elipse-e3-agrega-mais-seguranca-e-agilidade-ao-sistema-de-supervisao-e-controle-da-engie-brasil-energia.