Informe aqui

Atualização de softwares garantem maior aderência à Reforma Trabalhista

Atualização de softwares garantem maior aderência à Reforma Trabalhista

Soluções de RH do mercado anteciparam os ajustes necessários e já se encontram aptas e bastante aderentes aos novos processos.

A integrarTI atualizou um grupo de analistas próprios, para atender as necessidades da nova legislação, capacitados nas principais soluções de gestão de RH do mercado.

Entrou em vigor no último dia 11 de novembro, a Reforma Trabalhista sancionada pelo governo em julho deste ano. A lei – 13.467/2017, traz mais de 100 alterações na CLT, com o objetivo de tornar os tramites trabalhistas como: férias; jornadas e modalidades de trabalho – teletrabalho ou intermitente; negociações em admissões e demissões; entre outros, mais transparente, flexíveis e atuais.

Para as empresas, tornou-se essencial o uso da tecnologia como apoio na adequação, onde através da atualização de sistemas de gestão especialistas em soluções que permeiam o setor de RH, a garantia do cumprimento da lei, de forma automatizada é muito mais assertiva.

Guy Holland, profissional com mais de 10 anos de experiência no ERP Protheus da TOTVS, e CEO fundador da integrarTI – consultoria independente e especialista em implantação, suporte e treinamento de sistemas de gestão empresarial, comenta que garantir a aderência do software às novas exigências da lei, é essencial.

“As melhores soluções de RH do mercado anteciparam os ajustes necessários e já se encontram aptas e bastante aderentes aos novos processos. Atualizá-los, além de ser uma ação urgente, é vital para o cumprimento da Reforma Trabalhista”, afirma o CEO.

Dentre as principais alterações, destacam-se os contratos de trabalho. Com a nova lei, as empresas devem regularizar a situação de todos os funcionários que não se encontram no registro da CLT, incluindo trabalhadores de modalidade home office, que a partir de agora, contam com os mesmos direitos previstos por lei. Caso a empresa não regularize as condições trabalhistas, poderá sofrer multa no valor de R$3.000,00 por trabalhador sem registro.

A nova lei prevê também alterações na jornada de trabalho que, passa a permitir até 12 horas diárias de trabalho, com 36 horas de descanso, porém, o limite de 44 horas por semana foi mantido. Para as férias, agora é possível fraciona-la em até 3 períodos, desde que um deles de no mínimo 14 dias corridos, e os demais, pelo menos cinco dias corridos.

Com tantas alterações, fica cada vez mais evidente a necessidade da adequação do software como apoio altamente estratégico para as empresas, e a integrarTI está preparada para atender as necessidades da nova legislação, onde além de acompanhar as mudanças legislativas, conta com profissionais constantemente atualizados e capacitados nas principais soluções de gestão de RH do mercado.

“Atualizar o ERP e garantir processos automatizados e aderentes, é essencial para evitar multas e erros durante o período de adaptação às novas regras. É importante também, que a empresa realize as adequações com profissionais capacitados, para garantir a tranquilidade e confiabilidade do processo, sem traumas.”, conclui Guy Holland.