book_icon

1º Fórum Cigam 11 em São Paulo

Fornecedor de sistemas de gestão apresenta benefícios da Inteligência Artificial no ERP para clientes. Expectativa é aumentar em até 30% as vendas da solução ainda este ano

A Rede Cigam, fornecedora de software de gestão empresarial (ERP, CRM, RH, PDV, BPM, Mobile e BI), promoverá o 1º Mini Fórum Cigam 11 em São Paulo. O evento será no dia 08/06, no auditório do Prédio New Place, rua Machado Bittencourt, Nº 361 – Térreo – Vila Clementino.

O objetivo do encontro é expor para as empresas as vantagens do Cigam 11. A empresa investiu R$ 6,2 milhões para desenvolver o projeto, que além de algoritmos próprios, contou com a parceria da IBM para soluções de Inteligência Artificial. Foram mais de 100 mil horas de trabalho do setor de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação da fabricante, que atendeu demandas de mercado, clientes e parceiros, para criar uma ferramenta preditiva de gerenciamento. Esta é mais uma ação que vem de encontro com a estratégia de aumentar em até 30% os resultados de vendas ainda neste ano.

O Cigam 11 atende com exatidão comandos de voz, permitindo que o cliente opere algumas funcionalidades pela fala. Além disso, opera com uma aplicação de software que simula interações humanas, um bot, que desempenha tarefas com eficiência e analisa informações em alta velocidade, adequando-se ao comportamento do usuário, e que pode ser integrado também a conceitos de Internet das Coisas (IoT).

Além disso, o Fórum tratará sobre temas importantes para as companhias usuárias da ferramenta:
• Custeio integrado: para estar em conformidade com a legislação tributária, de acordo com disposto no Regulamento do Imposto de Renda (RIR), as empresas industriais precisam dispor de um sistema de custos integrado e coordenado com a contabilidade. Com isso, a contabilização das atividades produtivas requer que os lançamentos dos custos de produção sejam coincidentes com a escrituração oficial da empresa.
• Bloco K: os estabelecimentos industriais, ou a eles equiparados pela legislação federal, e os atacadistas deverão informar seus estoques e produção no SPED Fiscal. Além do Bloco K, que trata da produção e dos estoques, os estabelecimentos deverão informar o consumo específico padronizado, perdas normais do processo produtivo e substituição de insumos para todos os produtos fabricados pelo próprio estabelecimento ou por terceiros.
• Recebimento de XML e NF-e: é uma etapa prévia do processo de geração e/ou criação de Notas Fiscais de Entrada. Seu intuito é validar e consistir informações que serão utilizadas na Nota de Entrada. Dessa forma, quando há geração da Nota de Entrada, os dados estarão plenamente seguros, analisados e concisos pelos setores responsáveis da empresa previamente.

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.
Revista Digital

Agenda & Eventos

Cadastre seu Evento