Tecnologia

Claro confirma chegada do 4,5G em Brasília ainda em 2017

Oferta acontecerá depois que a Anatel liberar as frequências para uso em telefonia móvel, que será depois do desligamento da TV analógica na região

A Claro anunciou que disponibilizará 4,5G em Brasília ainda neste ano. A operadora, que já opera em 4,5G em Rio Verde (primeira cidade a liberar a faixa de 700 MHz), comercializará a rede móvel na capital federal assim que a Anatel liberar uso das frequências, após o recente desligamento dos sinais de TV analógica. Segundo a empresa, a nova tecnologia será ampliada gradativamente pelo país nos próximos anos.

“Além de permitir velocidades de conexão cada vez mais altas, as novas tecnologias móveis permitirão avanços fundamentais para conexão de dispositivos e coisas (IoT), realidade virtual (VR) e aumentada (AR)”, André Sarcinelli, diretor de tecnologia da Claro

“A tecnologia 4,5G é mais um passo de evolução rumo ao 5G, que promete revolucionar a conectividade de pessoas e coisas. Estas novas tecnologias devem transformar o mundo que conhecemos, ao viabilizar conceitos como Machine Learning e Inteligência Artificial, coletando dados gerados por sensores e dispositivos conectados. Para o usuário final, será possível gerar experiências cada vez mais ricas, contextualizadas e personalizadas através do smartphone”, ressalta Márcio Carvalho, diretor de marketing da Claro.

Conhecido como LTE-Advanced, o 4,5G permite a agregação de várias faixas de frequência na mesma estação rádio-base (ERB), além de utilizar as mais avançadas técnicas de transmissão de dados em redes móveis. Com isso, é possível obter melhor eficiência espectral e otimizar os recursos da rede, além de viabilizar novos usos e aplicações.

Nesse novo contexto, soluções integradas de conectividade, aplicações em nuvem e conteúdo de vídeo serão cada vez mais presentes nos smartphones dos brasileiros. Com a evolução da velocidade da conexão, a experiência de uso é similar à que o cliente está acostumado a ter na sua casa, pelo Wi Fi da banda larga fixa.

A Claro vem investindo continuamente para garantir atualização tecnológica na rede e inovação em produtos e serviços oferecidos ao mercado. No final do ano de 2014, a operadora adquiriu o lote mais disputado do leilão de 700 MHz, promovido pela Anatel.

“Além de permitir velocidades de conexão cada vez mais altas, as novas tecnologias móveis permitirão avanços fundamentais para conexão de dispositivos e coisas (IoT), realidade virtual (VR) e aumentada (AR), capazes de gerar experiências diferenciadas através da Inteligência Artificial. Um exemplo são os chatbots para relacionamento com o cliente, ou os carros conectados, aplicações típicas destas novas tecnologias”, afirma André Sarcinelli, diretor de tecnologia da Claro.

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.