Destaque Tendências

Relatório da Huawei aponta o futuro da economia digital

Segundo o documento, as redes de Telecomunicações terão de mudar radicalmente para se adaptarem aos novos serviços

Peng Song, presidente do Departamento de Vendas de Soluções e Marketing de Operadoras da chinesa Huawei divulgou o NetX 2025 White Paper. O documento é um ‘esquenta’ para as discussões que a empresa levará ao MWC Shanghai 2021, um dos mais importantes eventos de tecnologias emergentes da China, programado para 23 a 25 de fevereiro em Xangai. Segundo o documento, nas últimas duas décadas, os serviços de comunicação evoluíram de apenas voz para incluir variedades de dados, vídeo e muito mais. Tecnologias sem fio, de transporte e de TI foram desenvolvidas juntamente com os serviços de comunicação para atender às necessidades crescentes.

 A essência da experiência do usuário é o negócio, e a essência do negócio é a monetização. Cada vez mais as práticas provam que a experiência diferenciada pode ser um prêmio

De acordo com Song, conforme a transformação em direção a uma sociedade inteligente se acelera, todas as indústrias estão entrando na era digital, na qual a infraestrutura de TIC terá um papel crucial na economia digital. O planejamento da rede-alvo para todos os cenários de serviço é a chave para o novo crescimento das operadoras. Com o planejamento da rede-alvo visando ao sucesso do negócio, a indústria deve agir tendo a essência do negócio em mente. “As redes de Telecomunicações estão fadadas a mudarem tremendamente para se adaptarem aos novos serviços e necessidades tecnológicas. Portanto, as operadoras serão obrigadas a fazer planos de rede-alvo hoje para aproveitar novas oportunidades amanhã”, diz o executivo.

Durante a apresentação do relatório, Song compartilhou a visão da Huawei para a rede da operadora-alvo de 2025. A partir das perspectivas de sucesso comercial e capacidades tecnológicas, a Huawei acredita que a rede-alvo deve ter cinco características: Gigabit Anywhere, Ultra-automação, Conexão Inteligente de Multinuvem, Experiência Diferenciada e Harmonia Ambiental.

O Gigabit Anywhere é essencial para que as redes-alvo forneçam serviços digitais aos usuários. As redes Gigabit são a base sobre a qual uma empresa, uma cidade e até mesmo a economia de um país podem crescer. A conectividade Gigabit é o requisito mais fundamental para aplicações de manufatura como Realidade Virtual, VR, e Realidade Aumentada, RA, câmera industrial e coleta de dados de produção.

A Ultra-automação é essencial para redes alvo com O&M inteligente. Com a implantação massiva da 5G e mais operadoras lançando serviços de digitalização, a escala e a complexidade das redes estão aumentando exponencialmente. As operadoras devem permitir a Ultra-automação, adotando Big Data e tecnologias inteligentes. As redes do operador podem criar maior valor automatizando de forma inteligente tarefas complexas e simplificando o trabalho humano.

O Intelligent Multi-Cloud Connection cria uma plataforma de rede de destino para agregação de serviço. Após anos de desenvolvimento, a tecnologia de Nuvem evoluiu da TI tradicional para a computação em Nuvem e, em seguida, para a nativa da Nuvem. A transformação digital das empresas fez com que os sistemas de TI se tornassem baseados na Nuvem, e a conexão com várias Nuvens agora é essencial para atender aos requisitos de controle de custos, confiabilidade do serviço e recuperação de desastres com várias Nuvens. Essas mudanças geraram novos requisitos para a conexão inteligente e trouxeram novas oportunidades para as operadoras desenvolverem serviços de convergência de Nuvem-rede.

“Experiência diferenciada é a chave para permitir que as redes-alvo facilitem o sucesso dos negócios. A essência da experiência do usuário é o negócio, e a essência do negócio é a monetização. Cada vez mais as práticas provam que a experiência diferenciada pode ser um prêmio”, afirma Song. “Por exemplo, no mercado corporativo e governamental, as bolsas de valores estão dispostas a pagar 10 vezes o aluguel por uma latência de rede um ms menor. A boa experiência pode satisfazer as necessidades pessoais dos usuários e a experiência diferenciada é onde os operadores ganham novo valor”, explica.

A Harmonia Ambiental, diz o executivo, é o compromisso da rede-alvo com as responsabilidades sociais e faz parte da estratégia de desenvolvimento sustentável das principais operadoras em todo o mundo. Os operadores devem inovar continuamente em produtos e tecnologias para economizar energia, reduzir as emissões e desenvolver uma economia circular. Eles também devem levar os participantes da indústria a cooperar para construir uma sociedade de baixo carbono, permitindo conexões verdes, serviços, O&M e aplicativos por meio de inovações em equipamentos, energia, implementação de rede, Data Centers, operações e aplicativos.

Serviço
www.huawei.com

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório

Agenda & Eventos