Destaque Tendências

Tendências em open source para se atentar em 2020

Tecnologia de código aberto aparece como solução para oferecer experiências personalizadas aos clientes em diferentes canais

mãos mostram celulares e tabletsA ideia da personalização como chave para prover uma boa customer experience (CX) é consenso entre consumidores e profissionais de marketing. De acordo com os resultados da segunda edição da pesquisa global Deliver the CX They Expect: Customer Experience Trends, da Acquia, 80% dos consumidores apontam a que marcas que os conhecem melhor ganham sua lealdade. No entanto, neste mesmo quesito, 90% deles acreditam que as empresas estão errando o alvo ao tentar melhorar o relacionamento com os clientes.

No geral, o desafio para as marcas se encontra em resolver o delta contínuo entre o dinheiro gasto em tecnologia de marketing e a receita perdida devido à falha na conversão e retenção de clientes. Nesse sentido, o relatório mostra que para 57% dos profissionais de marketing o crescimento do uso de ferramentas tecnológicas tornou mais difícil oferecer experiências personalizadas por conta da falta de integração entre plataformas.
Para 57% dos profissionais de marketing o crescimento do uso de ferramentas tecnológicas tornou mais difícil oferecer experiências personalizadas por conta da falta de integração entre plataformas

A boa notícia é que a tecnologia de código aberto aparece como solução para esse desafio, pois permite gerenciar os dados necessários para personalização e manter experiências simples e contínuas em vários canais. Pensando no crescimento desse modelo, que tem conquistado cada vez mais espaço, Brenno Valerio, diretor regional da Acquia para América Latina, aponta quatro tendências devem influenciar o mercado de tecnologia open source neste ano, descritas abaixo.

• Empresas open source devem se concentrar em refinar a experiência do cliente. Em 2020, ainda veremos empresas de código aberto comercial restringindo licenças de servidor ou de hospedagem para competir com fornecedores de computação em nuvem. No entanto, desenvolver a melhor experiência de cliente sobre uma base de software de código aberto é uma maneira mais estratégica de vencer esse embate uma vez que CX se tornou peça chave para conquistar a lealdade dos consumidores.

• 2020 é o ano em que o software será feito para se adequar aos casos de uso de negócios, e não o contrário. Cada vez mais, os desenvolvedores se voltam ao open source para atender as demandas de flexibilidade e oportunidades de integração. O software de código aberto se destaca sobre plataformas proprietárias rígidas e inflexíveis, pois permite aos usuários escolher softwares que melhorem seu trabalho, sem restrições de compatibilidade.

• Este ano nos levará um passo mais perto do código aberto como camada fundamental de todos os aplicativos de software. Eventualmente, toda empresa de software se tornará uma empresa de código aberto. A estratégia será criar uma camada de experiência do usuário proprietária sobre uma camada de base open source livremente utilizável e modificável. Empresas serão incentivadas a trabalhar em modelos de colaboração para utilizar, modificar e compartilhar códigos abertos em busca de um interesse comercial maior.

• Open source permitirá aos usuários maior controle sobre seus dados. As tecnologias open source e blockchain desbloqueiam a camada de dados das plataformas de tecnologia e permitem que ela resida com o usuário, o que garante a ele uma experiência centralizada, com mais flexibilidade e controle sobre como seus dados são usados ​​e compartilhados. Estando no modo de comando e controle de seus dados, as plataformas de tecnologia baseadas na nuvem só poderão acessar informações compartilhadas pelos consumidores. Avanços como esses têm o potencial de solucionar alguns dos maiores problemas de privacidade de dados do século XXI.

“Vale ressaltar que, além de flexibilidade, escalabilidade e responsabilidade sobre os dados, a tecnologia open source se destaca ao fornecer às organizações um benefício imensurável: uma comunidade compartilhada por milhões de desenvolvedores, designers, professores e pensadores de todo o mundo que almejam um mesmo conjunto de valores e colaboram em projetos diversos. O conceito ‘open’ significa que qualquer inciativa, por menor que seja, tem o mesmo peso para competir livremente no mercado. Por isso, neste ano e nos próximos, abertura e colaboração devem se consolidar como estratégia de negócios com a missão de transformar a maneira como pensamos e desenvolvemos”, comenta Valerio.

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório

Agenda & Eventos