Destaque Tendências

Tendências em cibersegurança para 2020: a tecnologia está se tornando mais inteligente

Especialistas da Eset falam sobre como as recentes inovações afetarão a privacidade, a segurança e a vida de usuários e empresas

De acordo com as previsões do Gartner para 2020, mais de 25% dos ataques identificados nas organizações envolverão IoT, embora a tecnologia represente menos de 10% dos orçamentos de segurança de TI. Nesse sentido, o mais recente relatório da Eset, Tendências em segurança cibernética 2020: a tecnologia está se tornando mais inteligente, e nós? mostra as previsões dos especialistas em segurança da informação da empresa para 2020. No relatório, os pesquisadores revelam os principais desafios que os usuários e as empresas terão que enfrentar ao longo do novo ano que começa.

Tendência #1: Fake News
O termo “notícias falsas” (fake news) ganhou fama devido ao protesto contra a manipulação de informações e dados nas eleições de 2016 nos EUA. Aqui no Brasil, teve força também nas últimas eleições presidenciais e não há dúvida de que será uma questão importante paras as campanhas eleitorais municipais, em 2020. Para o Evangelista de Segurança Global e Embaixador da Indústria da Eset Tony Anscombe, falsificar informações é um tema que ainda será destaque em 2020.

“Nossa capacidade de permanecer conectado às redes, independentemente de onde estamos continua a aumentar a superfície de ataque das organizações e a exposição a riscos. O aumento da velocidade de adoção da tecnologia móvel geralmente ocorre sem a devida consideração pela segurança”  

“Estamos testemunhando violações de dados e também o comprometimento de sistema em empresas e departamentos governamentais, então por que os processos de tecnologia ou de votação estão isentos a ataques semelhantes?”, diz o especialista.

Tendência #2: Machine Learning
O Machine Learning (ML) está avançando como uma das principais tecnologias do mercado. Embora isso apresente possibilidades interessantes para o setor de segurança cibernética, os criminosos também usarão o ML para aumentar a escala e a complexidade de seus ataques. Uma técnica que usa o ML é o deepfake.

“Os deepfakes estão aumentando sua qualidade a um ritmo impressionante”, diz o especialista em segurança da informação da Eset, Jake Moore. “Infelizmente, essa tecnologia se tornará comum para prejudicar figuras públicas, fazendo com que pareçam falar o que os criminosos desejam. Os usuários devem aprender a tratar todos os vídeos com uma pitada de ceticismo”.

Tendência #3: Privacidade de dados
Durante 2019, mundialmente foram discutidas, aprovadas ou implementadas algumas leis de proteção de dados. No entanto, o sentimento de desconfiança em relação ao uso de dados permanece presente. Lysa Myers, principal pesquisadora de segurança da Eset, argumenta que, até que as multas por violação de privacidade acumulem uma porcentagem maior do que a receita das megacorporações, esse problema não desaparecerá.

“As empresas que alcançam esse feito provavelmente têm uma vantagem de mercado significativa”, afirma. Ela também destaca a diminuição da confiança em relação a nomes de usuário e senhas, com a necessidade de as organizações desenvolverem autenticação multifatorial.

Tendência #4: Cidades inteligentes
Mais de 80% dos novos edifícios incorporam pelo menos alguns elementos da IoT. No entanto, os especialistas expressam preocupação com o fato de as cidades inteligentes estarem em constante crescimento, mas que a capacidade de garantir sua segurança não mantenha o mesmo ritmo.

Tendência #5: Transformação digital
Não é nova a noção de que as empresas que precisam se adaptar a um mundo cada vez mais digitalizado. E um dos principais desafios das organizações é lidar com o crescimento da mobilidade dos funcionários, associada à transformação digital. O BYOD (Bring Your Own Device) pode ser uma ameaça às organizações quando não bem administrado.

“Nossa capacidade de permanecer conectado às redes, independentemente de onde estamos continua a aumentar a superfície de ataque das organizações e a exposição a riscos. O aumento da velocidade de adoção da tecnologia móvel geralmente ocorre sem a devida consideração pela segurança. Nos próximos meses, veremos as organizações implementando mudanças importantes em quase todas as áreas de seus negócios. O fio condutor de tudo isso será como eles lidam com as informações e os dados envolvidos em suas operações “, finaliza Camilo Gutiérrez, chefe do laboratório de pesquisa da Eset na América Latina.

Para obter mais informações sobre tendências que terão impacto no setor em 2020, acesse:
Tendências em cibersegurança para 2020: a tecnologia está se tornando mais inteligente

ESET possui o portal #quenãoaconteca , com informações úteis para evitar que situações cotidianas afetem a privacidade online.

Para saber mais sobre segurança da informação, entre no portal de notícias da ESET: http://www.welivesecurity.com/br/2019/12/10/tendencias-em-ciberseguranca-para-2020-a-tecnologia-esta-se-tornando-mais-inteligente/

Serviço
http://www.eset.com.br

1 Comentário

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório

Agenda & Eventos