Destaque Gestão

Six Sigma Brasil lança modelo de gestão da produtividade para home office

Baseado nas metodologias Lean e ECRS, sistema possibilita maximizar bons resultados para as empresas e proporcionar visibilidade aos gestores

A modalidade home office é uma tendência nas empresas, impulsionada pelas restrições de circulação decorrentes da pandemia de Covid-19. Pensando em tornar esse processo dinâmico e produtivo, a Six Sigma Brasil acaba de lançar o Modelo de Gestão da Produtividade para Home Office para possibilitar uma série de melhorias focadas no trabalho remoto. O Modelo é baseado nas metodologias Lean e ECRS (sigla utilizada para as ações de Eliminar, Combinar, Reorganizar e Simplificar) e permite maximizar os resultados esperados pelas empresas e proporcionar visibilidade aos gestores.

“Com esse sistema, muitas oportunidades de melhoria podem ser implantadas na prática de home office”, observa Clóvis Bergamo, CEO da Six Sigma Brasil. “Antes mesmo da quarentena imposta pela pandemia do coronavirus, grandes empresas vinham estabelecendo esse modelo de trabalho, em vista de seus benefícios. Entre eles está a possiblidade de reduzir custos com transporte e alimentação, por exemplo, além de aumentar a qualidade de vida dos colaboradores, que passam a ganhar autonomia para gerenciar seus horários e liberdade para entregar os resultados, independente da carga horária”, explica Clóvis.

Mas alguns desafios ainda precisam ser superados, principalmente nas áreas que atuam sistematicamente no modelo presencial. Mitos como a ideia de que profissionais sem supervisão não rendem e o receio de que a perda de foco, as distrações e a falta de indicadores prejudiquem a performance podem dificultar o trabalho à distância e até mesmo prejudicar os resultados.

Modelo
O Modelo de Gestão de Home Office se baseia em quatro etapas que consistem em mapear funções, estabelecer objetivos de cada função a partir de melhores práticas de gestão de processos, definir parâmetros e objetivos de negócio, acompanhar, gerir e revisar se necessário.

De acordo com Clóvis, o primeiro passo é mapear as atividades executadas em cada área. “Muitas vezes elas sequer são documentadas. O levantamento é realizado junto aos colaboradores. A ideia é que, com esse levantamento, seja possível definir os objetivos principais das funções de cada área”, detalha Clóvis, salientando que este não é o momento de revisar processos, mas sim de entender o que está sendo feito, como está sendo feito e definir parâmetros. A partir daí é importante priorizar as atividades primordiais para os objetivos de negócios.

A segunda etapa consiste em definir os objetivos do negócio e quais indicadores de eficiência e eficácia deverão ser alcançados. Cada área pode ter suas próprias metas para que os objetivos de negócio sejam cumpridos, por isso é importante que todos conheçam os objetivos de negócio da empresa e os indicadores, priorizando o foco do trabalho.

Na terceira etapa compreende-se a gestão propriamente dita. O acompanhamento da rotina deve ser realizado com base nos objetivos definidos, de preferência, semanalmente. “Nesse caso, é indicada a utilização de alguma ferramenta de dashboard para visualizar a evolução dos processos e que sejam realizadas reuniões frequentes com o seu time”, orienta Clóvis.

O último passo do Modelo de Gestão de Home Office engloba todas as etapas anteriores, de forma a proporcionar ao gestor uma análise de desempenho individualizada e que sejam utilizados os fundamentos da gestão de rotina. Dessa forma, é possível implantar melhorias, revisar e enxugar processos, otimizando seus resultados. “O que era para ser apenas uma adaptação do modelo de trabalho presencial para o home office, torna-se uma grande oportunidade de melhoria contínua, possibilitando a visão de todo o processo, modernização e adaptação para uma estrutura mais flexível. A grande vantagem é que uma vez adotado este modelo, ele pode se tornar perene na organização, mesmo com o trabalho presencial”, arremata Clóvis.

Serviço
https://www.leansixsigma.com.br/homeoffice/

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório

Agenda & Eventos