Artigos

Sete tecnologias corporativas que serão tendência em 2021

Frente às mudanças enfrentadas no mundo durante 2020, especialmente pela pandemia de Covid-19, as soluções tecnológicas assumiram força nas empresas. O ano de 2021 não será diferente e traz imersas várias tendências, todas visando alcançar novas oportunidades de desenvolvimento, crescimento e consolidação dos negócios.

Conheça algumas das tecnologias corporativas que se destacarão como tendências
A primeira delas é a Inteligência Artificial. Sem dúvida, é uma das tecnologias que mais marcarão tendência em 2021. Consiste em adequar a automatização da informação. Necessária para entender e processar a linguagem humana e a otimização da informação, este tipo de tecnologia será fundamental com a chegada da 4ª Revolução Industrial. A implementação desta nova tecnologia servirá para a manutenção, escalabilidade e melhora da estrutura corporativa.

Em segundo lugar encontra-se Edge Computing, que pretende descentralizar a informação de armazenamento tradicional para evoluir para a periferia, reduzindo a latência e melhorando os níveis de desempenho geral das aplicações – um valor agregado, levando-se em conta que a Gartner prevê que para 2021, 30% das cargas de trabalho terão requisitos de latência e/ou largura de banda como fator crítico de implementação.

Com isto, adicionalmente, busca-se o processamento, a coleta e a análise de informações que estejam perto da fonte onde os dados são gerados e administrados.

Em terceiro lugar, há a implementação da quinta geração de Internet que utiliza as tecnologias móveis. As Redes 5G permitem velocidades de até 10 Gbps, o que ajuda na transmissão de grandes volumes de dados e a ter maior cobertura e uma diminuição de latência. Isto representa uma forte aposta para os provedores de infraestrutura em telecomunicações. No que diz respeito à experiência dos usuários, consumidores e das organizações, significará um salto superlativo em largura de banda, velocidade de conexão e transmissão de dados, tudo praticamente em tempo real.

Em quarto lugar está a Hiperautomação, combinação das ferramentas de automação, plataformas e Machine Learning, o que gera uma expansão da automação robótica. O foco estará nos processos, em como descobrir, analisar, desenhar, automatizar, medir, monitorar e reavaliar. Além disto, em como estes se relacionam entre si. Com esta tecnologia, as organizações podem atingir novos níveis de automação de tarefas, agilizando processos cada vez mais complexos e, com isto, gerar economias substanciais nas indústrias.

A quinta tendência corresponde às Redes WiFi que passarão pelo novo padrão WiFi 6. Com este avanço, a velocidade de download deveria aumentar pelo menos três vezes. Isto, somado à sua maior capacidade de fornecer uma conexão eficiente e sustentável a um número muito superior de dispositivos simultaneamente, permitirá atender às novas e mais complexas exigências em IoT e automação dos ambientes corporativos.

Em sexto lugar estão os Data Centers, que contam com a tecnologia para atender as demandas que o mercado exige, o que permite fornecer soluções escaláveis, efetivas, seguras e rentáveis, graças ao tipo de infraestrutura e acessando a Infraestrutura como Serviço (IaaS) para aumentar a eficiência de seus custos. Assim, as empresas podem concentrar seus investimentos e esforços no core do negócio, enquanto garantem a segurança, administração e disponibilidade de sua informação.

Graças aos Data Centers, as empresas podem acessar as ofertas de Plataforma como Serviço (PaaS), onde se entrega às organizações uma solução completa de infraestrutura tecnológica, totalmente administrada e garantida, tais como nuvens privadas, comunitárias, públicas, torres de servidores físicos e virtuais, administração de sistemas operacionais e bases de dados, segurança administrada, armazenamento e backup.

Em sétimo lugar está Big Data: o futuro dos negócios depende dos recursos de analítica dos dados das empresas. A infraestrutura de big data proporciona novas oportunidades, economias e transformação em todas as áreas do negócio.

Estas serão algumas das tendências que continuarão a crescer em 2021. As empresas devem trabalhar pela mudança. Isto implica priorizar a ação e os resultados. Se queremos avançar para o próximo nível, devemos nos transformar para encarar as exigências de uma indústria dinâmica e exigente. Esta mudança requer um propósito em comum, que é o de construir uma cultura colaborativa de resiliência em nossos negócios, com uma visão compartilhada em relação ao futuro.

Por Hector Alonso, Presidente Regional da Lumen América Latina

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório

Agenda & Eventos