Carreira

Service IT investe em outsourcing e auxilia empresas na contratação de colaboradores de TI

Iniciativa aproxima corporações de profissionais em busca de emprego; segundo pesquisa, 40% das empresas contam com área de TI e necessitam dessa qualificação

A Service IT, empresa brasileira de tecnologia com 23 anos de atuação, investe em outsourcing de TI para auxiliar empresas na contratação de colaboradores fixos e temporários. Conhecida como body shop, a prática auxilia tanto companhias em busca de funcionários qualificados na área quanto profissionais de TI à procura de emprego. De acordo com o levantamento TIC Empresas de 2017, 55% dos funcionários contratados no período eram de fornecedores externos.

“A Service IT trabalha com body shop há quatro anos, mas estamos percebendo um aumento na demanda desses projetos”, comenta Amanda Tellini, coordenadora de Atração de Talentos da empresa. “As empresas têm dificuldades para contratar profissionais de TI porque, em muitos casos, a área não é atividade-fim delas. É nessa parte do processo que entramos, oferecendo consultoria e expertise para encontrar funcionários qualificados e alinhados com a cultura da empresa contratante.”

A TIC 2017 indica que 40% das empresas contam com área de TI. Dessas, 33% procuraram contratar colaboradores. Entre as principais dificuldades para preencher essas vagas estão a falta de candidatos (38%), falta de profissionais qualificados (38%) ou com a experiência necessária para o cargo (37%) e altos salários (44%). Os colaboradores terceirizados são chamados para suporte técnico para reparo e manutenção (83%), suporte técnico para sistema interno (83%), desenvolvimento de aplicações (44%), serviços de hospedagem de sites (51%), infraestrutura (54%) e desenvolvimento de websites (42%).

Segundo Amanda, a demanda é maior para a contratação de mão de obra específica para projetos pontuais. “Há dois tipos de vaga para a contratação desse profissional terceirizado: o que é contratado para atuar na sustentação do ambiente do cliente, e o que atua em projeto por tempo determinado, e nesse caso, os funcionários costumam ficar em média seis meses em uma empresa. Depois do término do contrato, a área de Schedule da Service IT pode alocá-lo em outro projeto, caso haja um match com o perfil”, explica a executiva. Além disso, demandas sazonais, como oferecimento de suporte técnico para datas comerciais também norteiam o body shop.

Até o momento, a Service IT já contratou 200 profissionais por meio de projetos de body shop, a maioria em São Paulo e Porto Alegre, embora o interior paulista e o Estado de Minas Gerais também estejam atraindo muitos talentos recentemente. O processo seletivo inclui provas técnicas em ferramentas específicas, e os funcionários contratados podem receber treinamento tanto no cliente quanto na própria Service IT, a depender do contrato. A empresa está com 43 vagas abertas para a modalidade até o fim do ano.

 

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório

Agenda & Eventos