Tendências

Rede 5G ecológica ganha força no mercado

Estudo mostra benefícios como redução de custos, otimização de desempenho e redução na emissão de carbono

Durante o Global 5G Summit and User Congress, evento online que terminou ontem (25/11), a ZTE Corporation, provedora chinesa de soluções de Internet móvel, e a consultoria GSMA Intelligence apresentaram um artigo técnico sobre o 5G ecológico, chamado Energy Efficiencies, Green is the New Black (Eficiências Energéticas, Verde é o Novo Básico). O estudo analisa o contexto e os princípios da construção e melhoria da eficiência energética das redes de comunicações na era do 5G, a partir de aspectos de redução de custo, otimização do desempenho da rede, segurança energética e a contribuição para a redução global de emissões de carbono. Ele também sumariza a viabilidade de economia de energia e redução do consumo por meio de inovação em aspectos de rede de acesso por rádio e planejamento de rede mais abrangente.

De acordo com o artigo, para reduzir fundamentalmente o consumo de energia de Estações Rádio Base (ERB) de acesso, cada parte da rede 5G deve ser tratada individualmente. Ferramentas efetivas incluem aplicar soluções de baterias mais eficientes, diminuir o consumo de energia dos equipamentos, implementar o estado de latência impulsionado por IA e planejamento mais direcionado de implantação de rede. Essas medidas podem obter economia de energia de ponta a ponta e redução de consumo das ERBs de acesso, e construir uma rede de comunicação ecológica para o benefício das pessoas.

A solução PowerPilot de economia de energia das redes 4G e 5G foi a primeira do setor a introduzir um serviço de economia consciente de energia acionado por IA  

O estudo diz que, para ajudar na luta pelas metas de mudança climática global e reduzir os custos operacionais de redes móveis, a economia de energia se tornou uma prioridade importante e missão do setor de telecomunicações. Enquanto as redes móveis oferecem acesso quase onipresente, praticidade e entretenimento ao público, pois mais pessoas usam seus smartphones para vídeo e outros serviços que consomem muita banda larga sobre LTE e 5G, o consumo de energia aumentará se não houver intervenções.

O acesso sem fio à rede consome a maior proporção de energia na rede móvel, e isso é visto como o principal fator de consumo de energia. De acordo com o artigo técnico, espera-se que o tráfego de dados cresça três vezes por usuário entre agora e 2025. A implantação e a expansão das redes LTE e 5G trarão inevitavelmente mais pressão sobre o consumo de energia da rede.

“Energia tem peso grande na base de custo das operadoras, variando de 20% a 40% dos gastos operacionais do setor”, disse Tim Hatt, head of Research da GSMA Intelligence. “As coisas estão se movimentando rapidamente com tecnologias de rede eficientes energeticamente e com um reequilíbrio das fontes de combustíveis migrando para as fontes renováveis, pois mais operadoras de telefonia estabelecem diminuições ambiciosas com relação ao carbono neutro e, finalmente, emissões líquidas zero. Esforços energéticos e climáticos são agora metas muito essenciais dos negócios e não mera CSR (Responsabilidade Social Corporativa)”, observou.

Tecnologia
A ZTE afirma que, nos últimos anos, apresentou mais de 500 pedidos de registro de patentes de 5G ecológico. Por meio dos chipsets de alto desempenho desenvolvidos pela fabricante, desenho estrutural e ferramentas inteligentes de operação de rede, a ZET tem continuamente diminuído o consumo de energia de equipamentos sem fio de estações de base. A solução PowerPilot de economia de energia das redes 4G e 5G foi a primeira do setor a introduzir um serviço de economia consciente de energia acionado por IA. Ao identificar tipos de serviços e suas diferenças de eficiência energética, o PowerPilot pode avaliar os requisitos de serviço em tempo real e apoiar o serviço com redes de eficiência energética mais alta para maximizar a eficiência energética em toda a rede.

De acordo com cálculos de configuração típica de rede, a energia economizada pela solução é o dobro das soluções de economia de energia com base em IA convencional, e ela pode economizar até 20% de energia em uma rede multimodo reduzindo, desta forma, efetivamente o gasto operacional. Até o momento, a solução de economia de energia PowerPilot da ZTE foi implantada em mais de 600 mil locais com mais de 20 redes no mundo todo, gerando às operadoras uma economia de mais de US$1 bilhão com gastos em eletricidade.

“A ZTE sempre considerou economia de energia e redução de consumo como sua responsabilidade, e esteve comprometida em desenvolver tecnologias inovadoras”, disse Jason Tu, porta-voz técnico da ZTE e cientista principal de Produtos NFV/SDN da ZTE. “Ao aumentar a eficiência tecnológica e de consumo, trabalhamos com operadoras para construir redes 5G ecológicas para, em conjunto, cumprir a promessa de Ação Climática, com base nas Metas de Desenvolvimento Sustentável da ONU”, concluiu.

Serviço
www.zte.com.cn
www.gsmaintelligence.com

 

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório

Agenda & Eventos