Carreira

Programa P-TECH da IBM treinará jovens da América Latina em habilidades profissionais

Em 2020, os alunos iniciarão um currículo com duração de pelo menos três anos. Esse esforço se somará ao alcance mundial de escolas em todo o mundo que atualmente contam com o programa P-TECH

A IBM, a Federación Internacional Fe y Alegría, AUSJAL (Associação Internacional de Universidades Jesuítas) e Magis Americas assinaram um acordo sem precedentes para expandir o modelo educacional da P-TECH na América Latina, que terá início com 45 escolas, incluindo três na Argentina, 14 na Colômbia, 15 no Equador, uma na Guatemala e 12 no Peru. No Brasil, o modelo começou no início do ano, fruto de uma parceria com o Centro Paula Souza.

O P-TECH fornece aos alunos acesso à educação sobre novas tecnologias, permitindo que eles obtenham um diploma do ensino médio, técnico e superior em áreas como IA, Nuvem e Segurança Cibernética.

Em 2020, os alunos iniciarão um currículo com duração de pelo menos três anos. Esse esforço se somará ao alcance mundial de escolas em todo o mundo que atualmente contam com o programa P-TECH  

“Apesar da crescente população em idade ativa, a América Latina atualmente tem uma séria escassez de habilidades profissionais e técnicas. Aproximadamente um quinto da juventude latino-americana, cerca de 30 milhões de pessoas, não está empregado ou participa de atividades ou treinamentos acadêmicos”, afirmou Ana Paula Assis, gerente-geral da IBM América Latina. “Com o objetivo de atender a essa crescente necessidade, a IBM criou o modelo de educação P-TECH para preencher lacunas no mercado de trabalho e ajudar a próxima geração de líderes de negócios e tecnologia a ter sucesso”.

Em 2020, os alunos iniciarão um currículo com duração de pelo menos três anos. Esse esforço se somará ao alcance mundial de escolas em todo o mundo que atualmente contam com o programa P-TECH.

“Estamos muito orgulhosos de apoiar a expansão do modelo inovador e inclusivo P-TECH na América Latina para fornecer aos estudantes mais habilidades e oportunidades de carreira que mudam a vida”, disse Guillermo Miranda, vice-presidente de Responsabilidade Social Corporativa da IBM. “A IBM sempre enfatizou a importância de investir no progresso de regiões ao redor do mundo por meio da educação. Com esta iniciativa, estamos liderando o caminho para os estudantes latino-americanos desenvolverem as habilidades necessárias para prosperar na economia digital”.

IBM, Fe y Alegría, AUSJAL e Magis Americas também criarão um grupo de trabalho para colaborar e planejar a expansão e o crescimento do modelo, possibilitando novas alianças com escolas técnicas. O programa ajudará os alunos do ensino médio da rede global Fe y Alegría a adquirir habilidades críticas no local de trabalho e fornecer credenciais de ensino superior, abrindo novas oportunidades profissionais e universitárias. Além disso, a IBM fornecerá aos alunos acesso às suas plataformas de ensino, incluindo ptech.org e SkillsBuild.org, permitindo que tenham uma aprendizagem mais abrangente.

“A Fe y Alegría trabalha na educação com grupos comunitários há muitos anos, e acreditamos que o P-TECH é uma grande iniciativa que promove a inclusão social por meio do aprendizado STEM”, disse Carlos Fritzen, coordenador da Federación Internacional Fe y Alegría. “Permitir a igualdade de oportunidades educativas é fundamental”.

Nos próximos meses, IBM, Fe y Alegría, AUSJAL e Magis Americas trabalharão com o setor empresarial preparando estudantes para o mundo do trabalho com iniciativas como tutoriais individuais, simulações de entrevistas, visitas a empresas, treinamento para professores e alunos, workshops sobre profissões relacionadas, cursos de habilidades profissionais e estágios remunerados.

“O acordo está comprometido com o desenvolvimento de modelos de inovação que articulem qualidade e inclusão no desenvolvimento integral de nossos países”, disse Ernesto Cavassa, reitor da Universidade Antonio Ruiz de Montoya (Lima) e presidente da Associação de Universidades Confiadas à Companhia de Jesus na América Latina (AUSJAL). “Esta associação inclui 30 universidades, algumas das quais participarão do programa por meio da formação dos professores P-TECH e Fe y Alegria, incorporação de graduados do programa às universidades que os favoreçam, monitoramento e pesquisa de resultados, e tarefas de incidência que permitem a contribuição da inovação tecnológica na transformação das sociedades latino-americanas “, concluiu Cavassa.

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório

Agenda & Eventos