Destaque Tendências

País registra 70 milhões de pagamentos por aproximação em 2019

De acordo com dados da Mastercard, entre janeiro e novembro, o número desse tipo de atividade foi nove vezes maior do que o registrado em 2018

Os pagamentos por aproximação seguem avançando em ritmo acelerado no Brasil. Segundo dados da Mastercard, até novembro de 2019, as transações utilizando essa forma de pagamento cresceram em média 22% ao mês, totalizando, nos onze primeiros meses, mais de 68 milhões de pagamentos, montante quase nove vezes maior do que o total de transações realizadas no ano de 2018.  O crescimento dessa forma de pagamento foi impulsionado por mudanças significativas no ecossistema, cartões Mastercard emitidos desde abril de 2019 contam com o chip EMV e tecnologia de pagamento por aproximação.

O ticket-médio dos pagamentos por aproximação no País é de R$49,43, valor em que a transação pode ser realizada sem necessidade de inserção de senha. Na hora de realizar o pagamento por aproximação, o método preferencial dos brasileiros segue sendo o cartão físico, responsável por 72% das transações por aproximação em novembro. Os números acompanham o aumento da circulação de cartões habilitados, dados da Associação Brasileira de Empresas de Cartão de Crédito e Serviços -Abecs, mostram que 10% dos usuários no País já tiveram contato com cartões habilitados para esse tipo de operação, que possuem, atualmente, 5,5% de penetração no mercado brasileiro.

Nosso objetivo é  chegar ao mesmo patamar de países como a Austrália, em que  90% dos pagamentos físicos são feitos por aproximação

As carteiras digitais, presentes em smartphones e smartwatches, são o segundo método preferencial dos brasileiros para realização de pagamentos por aproximação. Em novembro, transações com essa tecnologia representaram 28% do total dos pagamentos por aproximação realizados.

O número de cidades aptas para essa nova tecnologia também vem crescendo, até o momento 4.970 municípios brasileiros já realizaram pelo menos uma transação por aproximação. O ranking de principais praça de utilização é liderado por São Paulo, seguido de Brasília, Rio de Janeiro, Curitiba e Belo Horizonte. Os principais estabelecimentos comerciais onde o pagamento por aproximação é mais utilizado são redes de fast-food, restaurantes, postos de gasolina e lojas de conveniência.

Para João Pedro Paro Neto, presidente da Mastercard para Brasil e Cone Sul, os dados indicam uma mudança de comportamento do consumidor brasileiro, que tem aderido cada vez mais a esse tipo de tecnologia, reconhecendo a comodidade que ela proporciona. “O caminho que  estamos trilhando  no Brasil é muito semelhante ao de outros países. Primeiro incentivamos a aceitação, em seguida, capacitamos os emissores e, por fim, emitimos os plásticos e habilitamos as carteiras digitais. Nosso objetivo é  chegar ao mesmo patamar de países como a Austrália, em que  90% dos pagamentos físicos são feitos por aproximação, para isso, estamos impulsionando a adoção dessa tecnologia em todo o País por meio de campanhas educativas e parcerias com toda a indústria”, concluiu o executivo.

Mais indicado para transações de baixo valor e situações que requerem agilidade, o pagamento por aproximação oferece a conveniência de fazer transações apenas tocando os dispositivos em um leitor habilitado, sendo até dez vezes mais rápido do que outros tipos de acerto de contas.

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório

Agenda & Eventos