Tendências

Nutanix divulga pesquisa sobre adoção de Nuvem privada, híbrida e pública

Pesquisa global Enterprise Cloud Index da Nutanix aponta a nuvem híbrida como pioneira e como modelo ideal de infraestrutura de TI

A Nutanix, que atua em computação em nuvem híbrida, anunciou os resultados de sua terceira pesquisa global Enterprise Cloud Index, que mede o progresso das empresas na adoção de Nuvens privadas, híbridas e públicas. Este ano, os participantes da pesquisa também foram questionados sobre o impacto da pandemia do COVID-19 nas decisões e estratégias de TI atuais e futuras. Uma descoberta importante: a nuvem híbrida ainda é a pioneira como modelo de infraestrutura de TI ideal (86% dos entrevistados acreditam nisso), e os entrevistados que executam ambientes híbridos são mais propensos a planejar o foco em esforços estratégicos e gerar impacto positivo nos negócios.

A pandemia mudou o foco de TI para o suporte ao trabalhador remoto e possibilitou implantação de infraestrutura quase instantânea que atinja as forças de trabalho distribuídas geograficamente, estimulando o avanço na adoção da nuvem. Além disso, um número maior de entrevistados que utilizam ambientes híbridos disse estar mais propensos a oferecer configurações de trabalho mais flexíveis, fortalecer seus planos de continuidade de negócios, simplificar as operações e aumentar o uso de aplicações de vídeo conferência devido à pandemia.

Principais motivos para modificar suas infraestruturas são obter maior controle de seus recursos de TI; ganhar flexibilidade e melhorar o suporte para clientes e funcionários remotos. Por outro lado, apenas 27% mencionaram o corte de custos 

A maioria dos entrevistados (quase 76%) relatou que a pandemia os fez pensar mais estrategicamente sobre TI, e quase metade (46%) disse que seus investimentos em nuvem híbrida aumentaram como resultado direto da pandemia, incluindo nuvens públicas e privadas. Além disso, as empresas também dependem cada vez mais de várias nuvens públicas para atender às suas necessidades em comparação aos anos anteriores. O relatório mostrou que, entre aqueles que adotaram nuvens públicas, 63% dos entrevistados usam duas ou mais nuvens públicas ou multicloud. Os respondentes também esperam que esse número salte para 71% nos próximos 12 meses.

Outras conclusões
As empresas tomaram medidas importantes para alcançar o modelo operacional de TI: os entrevistados relataram tomar as etapas principais para executar com sucesso um ambiente híbrido, incluindo a adoção de infraestrutura hiperconvergente em seus datacenters e desativação de data centers não habilitados para nuvem em favor de centros privados e uso de Nuvem pública. As equipes de TI também estão planejando mudanças substanciais na infraestrutura; eles preveem, em média, implementações de nuvem híbrida aumentando em mais de 37 pontos percentuais nos próximos cinco anos, com uma queda correspondente de 15 pontos em datacenters não habilitados para nuvem. Mais notavelmente, das muitas categorias de infraestrutura, os entrevistados relataram executar um modelo misto de Nuvem privada, Nuvem pública e data center tradicional, isso com mais frequência do que qualquer outro (26%), o que é provavelmente um precursor de uma implantação de Nuvem híbrida.

O trabalho remoto veio para ficar – e as empresas estão planejando isso: na pesquisa do ano passado, cerca de 27% das empresas entrevistadas não tinham trabalhadores em casa em tempo integral. Esse número caiu 20 pontos percentuais neste ano para apenas 7%, em função da Covid-19. Em 2022, os entrevistados preveem que uma média de apenas 13% das empresas não terá funcionários remotos trabalhando tempo integral – ou seja, em sua maioria, funcionários estarão trabalhando de casa. O dado representa menos da metade do que há um ano, em 2019, antes do início da Covid, mostrando a aceitação do home office pelas empresas mesmo em um cenário sem a pandemia. Portanto, melhorar a infraestrutura de TI (50%) e os recursos de trabalho em casa (47%) tornaram-se prioridades para os próximos 12 a 18 meses.

Resultados de negócios estratégicos, não econômicos, impulsionam mudanças hoje: os entrevistados disseram que seus principais motivos para modificar suas infraestruturas são obter maior controle de seus recursos de TI (58%), ganhar flexibilidade para atender aos requisitos de negócios dinâmicos (55%) e melhorar o suporte para clientes e funcionários remotos (46%). Por outro lado, apenas 27% mencionaram o corte de custos como um fator motivador.

Os educadores enfrentam desafios e necessidades únicas relacionadas à Covid-19: Mais respondentes do setor educacional citaram “garantir que os trabalhadores remotos tenham hardware adequado” como o principal desafio. 47% também citaram o fornecimento de “canais de comunicação adequados entre funcionários e clientes” como o principal desafio. O setor de Educação está dando os passos certos em direção à transformação digital, com alta classificação em implantações de nuvem privada, com 29% dos entrevistados dizendo que estavam executando apenas nuvens privadas (substancialmente mais do que a média global em outros setores de 22%).

“Em janeiro, para muitas empresas, a tecnologia era considerada uma função básica de um negócio, permitindo processos organizacionais essenciais”, disse Wendy M. Pfeiffer, CIO da Nutanix. “Hoje, a tecnologia ganhou um significado inteiramente novo. É uma estratégia complexa: possibilita ou impede a viabilidade de longo prazo de uma empresa. O Covid-19 nos acelerou em uma nova era de TI estratégica e elevou seu perfil consideravelmente. As descobertas do Enterprise Cloud Index deste ano refletem essa nova realidade. A nuvem híbrida é a vanguarda e continuará a sê-lo à medida que navegamos em ambientes físicos e virtuais e deixamos de fazer negócios em um único modo”.

Pelo terceiro ano consecutivo, a Vanson Bourne conduziu uma pesquisa em nome da Nutanix, entrevistando 3.400 tomadores de decisão de TI em todo o mundo sobre onde estão executando suas aplicações de negócios hoje, como planejam executá-las no futuro, quais são os desafios da nuvem e como suas iniciativas de nuvem se comparam a outros projetos e prioridades de TI. A base de entrevistados abrangeu vários setores, tamanhos de negócios e as seguintes geografias: Américas; Europa, Oriente Médio e África; e a região da Ásia-Pacífico e Japão.

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório

Agenda & Eventos