Tendências

Nutanix anuncia nova visão para nuvem e parceria com Google

Empresas unem forças para construir e operar nuvens híbridas que combinem arquiteturas da nuvem privada com a escalabilidade da nuvem pública

Diane Greene, vice-presidente sênior do Google

A Nutanix está movendo-se na direção do que chama de conceito de nuvem múltipla ou multi-nuvem. Durante sua Conferência .NEXT 2017, realizada em Washington (EUA) nesta semana, a empresa fez uma série de lançamentos de soluções focadas no gerenciamento da computação em nuvem, esteja ela em um ambiente privado ou público.

Clientes poderão colocar o sistema de inteligência na ponta da Nutanix baseado na aplicação de IoT da Google

Um dos anúncios mais comentados foi a aliança estratégica firmada entre a Nutanix e Google para que clientes de ambas as companhias possam implantar e gerenciar as aplicações de negócios baseadas tanto na nuvem como na infraestrutura tradicional. (Leia o comunicado aqui)

Na prática, o ambiente Nutanix se junta à plataforma Google Cloud Platform™ (GCP), para endereçar “oportunidades de tecnologia a fim de construir e operar nuvens híbridas que combinem arquiteturas da nuvem privada com a escalabilidade da nuvem pública”. Ao comentar a parceria, Diane Greene, vice-presidente sênior do Google, ressaltou que ela entrega para os clientes o melhor dos dois mundos da nuvem.

Greece também ressaltou a necessidade de as empresas estarem preparadas para as tecnologias que começam a despontar, tais como aprendizado de máquina e inteligência artificial, e, principalmente, e como farão a integração delas. Para a VP, interfaces de programação de aplicativos (APIs, na sigla em inglês) tornam-se necessários para desenvolver e implantar soluções.

Além disto, Nutanix e Google concordaram em colaborar em internet das coisas para combinar inteligência em tempo real na ponta (real-time edge intelligence) tendo como o núcleo a computação em nuvem. Desta maneira, vislumbra-se que os clientes poderão colocar o sistema de inteligência na ponta da Nutanix baseado na aplicação de IoT da Google.

Fundada em 2009, mas tendo seu primeiro produto vendido apenas em 2011, a Nutanix fez oferta pública de ações (IPO) em setembro do ano passado e registrou faturamento de USD 192 milhões para o terceiro trimestre de 2017, terminado em 30 de abril, um crescimento de 67% na comparação anual com o 3T16.

*A jornalista viajou a Washington (EUA) a convite da Nutanix

 

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório

Agenda & Eventos