Destaque Gestão

Nota fiscal eletrônica elimina mais de 88 bilhões de folhas de papel

Nestes últimos 13 anos, segundo dados do site nfe.fazenda, foram emitidas mais de 22 bilhões de notas*, o que gerou uma economia estimada de mais de 88 bilhões de folhas de papel, já que a versão impressa exigia, em média, quatro vias

Desde a sua implementação, em 2006, a Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) tem proporcionado transparência à emissão desse importante documento e também benefícios incontáveis ao meio ambiente.

E não é somente ao meio ambiente que a NF-e faz bem. A versão digital melhora a eficiência operacional das empresas, porque o processo é automatizado, sem a necessidade de preencher talões com papel e caneta. “O trabalho fica por conta do Certificado Digital, que é utilizado para a emissão da NF-e, e o emissor de notas”, explica o Leonardo Gonçalves, diretor comercial da Certisign.

Desde a sua implementação, em 2006, a Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) tem proporcionado transparência à emissão desse importante documento e também benefícios incontáveis ao meio ambiente 

Além de melhorar a produtividade, a NF-e reduz os custos, porque elimina o uso do papel e, por consequência, a necessidade de ter um espaço para armazenar os documentos – calcule o metro quadrado da região em que você atua. “Sem dúvida, a NF-e é um exemplo do avanço que é possível se ter por meio da Certificação Digital”.

Você sabia?

Cada sulfite ou A4 que deixa de ser utilizado, por meio da substituição de um documento impresso por um digital, são economizados 10 litros de água, que seriam necessários para a produção desta folha, conforme dados do Water Footprint Network (WFN).

A NF-e pode ser emitida por meio dos Certificados e-CNPJ ou NF-e.
O Certificado Digital também pode ser utilizado para assinar outros documentos, como contratos, propostas, procurações, etc. Isso porque a cada uso é gerada uma assinatura digital que tem o mesmo valor jurídico da manuscrita.
Para assinar um documento digitalmente é preciso submetê-lo em um portal de assinaturas e usar um Certificado e-CPF ou e-CNPJ. Nos casos em que o documento for assinado em nome de uma empresa, para a assinatura digital ter eficácia jurídica, ela deve ser proveniente do Certificado do(s) representante(s) legal(ais), mencionado(s) no contrato social ou estatuto da empresa.

Empresas de vários segmentos assinam, além da NF-e, outros documentos por meio do Certificado Digital.
A Leroy Merlin utiliza o Certificado Certisign para assinar as procurações, notificações e os substabelecimentos. Com a tramitação e assinatura desses documentos no meio eletrônico, ela reduziu em 87% os custos relacionados à compra de papel, impressão, autenticação, transporte, etc. Além da economia, foi conquistada produtividade com a otimização das atividades dos colaboradores envolvidos no processo de coleta de assinaturas manuscritas.

Já a Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-MG) utiliza o Certificado Certisign para assinar os contratos de estágio obrigatório.
*Informações extraídas em 8 de julho de 2019.

A Certisign, Autoridade Certificadora do Brasil e especialista em Identificação Digital. Presente em todo território nacional e no exterior, com mais de 1.800 Locais de Atendimento, já ultrapassou a marca de 10 milhões de Certificados Digitais emitidos. Desde 1996, atende pessoas físicas e companhias de grande relevância no país.

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório

Agenda & Eventos