Informe aqui

No dia mundial do Rádio, o meio demonstra novo fôlego diante das novas tecnologias

Na comemoração do Dia Mundial do rádio,13 de fevereiro, Alvaro Bufarah, professor da Universidade Presbiteriana Mackenzie, comenta o tema no País

Embora alguns profissionais de comunicação e escritores já tenham decretado a morte do meio radiofônico diante da rede mundial de computadores, a prática demonstrou que o rádio ganhou novo fôlego com o uso das novas tecnologias alavancando novos negócios. “Como os produtos radiofônicos podem ser consumidos conjuntamente com outras atividades, vários novos ouvintes aderiram às plataformas de streaming e ao hábito de ouvir seus podcasts preferidos fora do conceito de programação linear de uma emissora convencional” explica Bufarah. “Desta forma, as redes sociais, as plataformas multimídia e a variedade de conteúdos favorecem a fidelização de usuários que têm muito mais liberdade para consumir seus programas preferidos no momento que melhor convier”.

Por outro lado, mesmo estando em novas plataformas os conceitos básicos da comunicação sonora/radiofônica ainda se mantêm presentes nos arquivos digitais que trafegam pela web em escala mundial. Dados do Ibope Mídia (2019) indicam que 89% da população brasileira consume rádio diariamente. O estudo, feito em 13 regiões metropolitanas do país, revela que 53 milhões de brasileiros, que residem nestas áreas, utilizam o meio rádio, (especialmente na faixa de 30-39 anos, com 28% do total). Entre as regiões estudadas São Paulo é o principal mercado do País, sendo que os ouvintes desta capital ouvem em média 3 horas e 50 minutos.

Curiosidades:

– De acordo com o Javier Pinõl, Hed of Studios Latam do Spotify, o Brasil é o maior mercado de podcasts da empresa.
– O Dia Mundial do rádio foi criado pela Assembleia Geral das Nações Unidas, em 2011, e celebrado anualmente no dia 13 de fevereiro.

Alvaro Bufarah, doutor em letras pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, Mestre em Comunicação e Mercado pela Fundação Cásper Líbero, e especialista em Administração pela FAAP e em Política Internacional pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo, está disponível para comentar e analisar o meio rádio no Brasil.

A Universidade Presbiteriana Mackenzie possui três campi no estado de São Paulo, em Higienópolis, Alphaville e Campinas. Os cursos oferecidos pelo Mackenzie contemplam Graduação, Pós-Graduação Mestrado e Doutorado, Pós-Graduação Especialização, Extensão, EaD, Cursos In Company e Centro de Línguas Estrangeiras.

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório

Agenda & Eventos