Tecnologia

Neotel lança serviço de criptografia as a service para as PMEs se adequarem à LGPD

As pequenas e médias empresas no Brasil já são mais de dez milhões, incluindo microempreendedores individuais, micro e pequenas empresas

A Neotel, empresa nacional focada em soluções e serviços de segurança digital, anuncia um novo serviço de segurança da informação voltado para o mercado das pequenas e médias empresas – PMEs. Devido ao perfil desse segmento, das pressões sobre o negócio e requerimentos de legislação e conformidade, a Neotel passa a ofertar “Criptografia as a Service”, serviço de anonimização de dados (utilização de meios técnicos razoáveis e disponíveis no momento do tratamento, por meio dos quais um dado perde a possibilidade de associação, direta ou indireta, a um indivíduo), para as pequenas e médias empresas.

“Segundo uma pesquisa da National Cyber Security Alliance, mais de 70% dos ataques são direcionados às PMEs, isso porque os atacantes se aproveitam da fragilidade decorrente da falta de cultura de segurança e ausência de soluções de proteção específicas para esse segmento. Esse foi um dos motivos que nos levou a criar serviços característicos para as pequenas e médias empresas, entre eles a “Criptografia as a Service””, diz José Ricardo Maia Moraes, diretor da Neotel.

“Segundo uma pesquisa da National Cyber Security Alliance, mais de 70% dos ataques são direcionados às PMEs, isso porque os atacantes se aproveitam da fragilidade decorrente da falta de cultura de segurança e ausência de soluções de proteção específicas para esse segmento”  

As PMEs no Brasil já são mais de dez milhões, incluindo microempreendedores individuais, micro e pequenas empresas. Nesse universo, mais de 95% das empresas do país são representadas pelos pequenos negócios. Além da quantidade de empresas, esse segmento possui um forte impacto na economia, representando 52% dos empregos formais gerados no País.  Um dos grandes desafios para essas empresas é garantir a segurança dos dados de seus clientes. Com isto, a conformidade com a LGPD não é uma opção, mas uma obrigação que possui prazo para ser alcançada: agosto de 2020. As sanções, que se aplicam a todas as empresas, podem chegar a 2% do faturamento – limitado a 50 milhões por processo.

“Além dos eventuais prejuízos financeiros e à imagem da empresa, a LGPD será a métrica que o mercado irá medir seus prestadores de serviços e as PMEs que não garantirem a segurança e a integridade dos dados de seus clientes perderão espaço e podem até mesmo deixar de existir”, explica Moraes.

Criptografia as a Service
Ao contratar a “Criptografia as a Service”, a empresa apenas informa as políticas de segurança e o local onde os dados precisam ser protegidos e a Neotel fornece: consultoria para determinar a melhor alternativa de criptografia para o ambiente  nas instalações do cliente, na Nuvem ou em ambos; todos os softwares necessários; projeto; implementação; documentação; operação; suporte técnico; manutenção e monitoramento; além de relatórios customizados com métricas e indicadores para os times de Operação de TI, Segurança, Governança, Risco, Compliance e Jurídico.

Entre as vantagens oferecidas por esse modelo de serviço, estão: 
●      Indicadores – A empresa recebe métricas e indicadores importantes para comprovar de forma clara e inequívoca que os dados estão protegidos (criptografados);
●      Pagar pelo Uso – As faturas mensais de serviços contemplam apenas o que foi consumido. Os investimentos ficam alinhados com o negócio;
●      Elasticidade – A empresa pode acrescentar ou remover servidores, aplicações, bancos de dados ou nuvens públicas pagando apenas pelo que for usado;
●      Agilidade – As demandas são atendidas dentro de agressivos níveis de serviço (SLA);
●      Escalabilidade –É possível acrescentar elementos a serem protegidos sem se preocupar com upgrades de hardware ou processamento em nuvem;
●      Especialização –A Neotel é especializada em segurança digital e criptografia capaz de apoiar a tomada de decisão, investigações forenses e melhores práticas de segurança digital;
●      Disponibilidade –A equipe da Neotel trabalha em regime 24 x 7 monitorando o ambiente e respondendo às suas demandas sem interrupção;
●      Flexibilidade – A empresa tem o serviço adequado ao seu perfil. Ela define se deseja operar através de sua equipe, se quer a operação da sua equipe em horário comercial e a da Neotel no horário restante, entre outras opções.

Futuramente, a Neotel projeta lançar outros serviços para o público das pequenas e médias empresas. “Estamos estudando um novo formato de treinamento segmentado para as PME’S, para capacitar funcionários com ou sem experiência em TI”, finaliza Moraes.

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório

Agenda & Eventos