Gestão

Mudanças de prioridades para as empresas na pandemia

Adaptabilidade, conectividade digital e bem-estar dos funcionários viraram prioridade para as empresas com pandemia, aponta Pesquisa da Grant Thornton

mãos que param peças de dominó caindo em cadeiaUma pesquisa realizada pela Grant Thornton Brasil, empresa especializada em consultoria e auditoria, e Culture for Performance, empresa especializada em projetos de cultura organizacional, apontou que adaptabilidade, conectividade digital e bem-estar dos funcionários são algumas das novas prioridades para as empresas após o advindo da pandemia de Covid-19 neste ano.

A pesquisa foi realizada com 2 mil colaboradores, em todas as regiões do Brasil, entre 19 de junho e 29 de julho, e procurou entender como a pandemia impactou as organizações e sua cultura, quais as novas prioridades das empresas e funcionários e o que será necessário para essas empresas se adaptarem ao “novo normal”.

Por outro lado, alguns itens que às vezes geram dispersão de energia dentro das organizações perderam força, tais como: burocracia, controle, hierarquia e feudos  

O levantamento de dados foi realizado mediante a aplicação de questionário tomando por base a metodologia criada por Richard Barrett para assessment de cultura organizacional. Esta metodologia é utilizada em 100 países e tanto Grant Thornton com Culture for Performance possuem profissionais certificados nela. No questionário, os respondentes apontaram quais eram os 10 principais valores no pré-covid-19, durante o Covid-19 e, o que eles esperam que seja relevante para o período pós-Covid.

O resultado mostrou que antes da pandemia o valor ‘atingir objetivos’ era relevante para 31%, seguido de comprometimento (23%); crescimento na organização (22%) e, adaptabilidade para apenas 22%. Ainda constavam na lista dos 10 mais prioritários: ética, aprendizagem contínua, assumir riscos, agilidade, alianças estratégicas e, por último, redução de custos.

Contudo, durante a Covid, as prioridades das empresas passaram a ser diferentes. Adaptabilidade triplicou de importância, subindo para a 1° posição e entraram na lista dos 10 mais importantes valores alguns que não constavam antes, como conectividade digital (29%), atitude positiva (25%), bem-estar (23%), cautela (20%), compartilhar informações e comunicação aberta (ambos com 19%). E vários outros valores saíram da lista de prioridades. Veja abaixo:

Ronaldo Loyola, sócio da área de Capital Humano da Grant Thornton, explica que “durante a crise da Covid, as empresas estão tendo que se adaptar mais rapidamente, acelerando a digitalização do seu negócio. Além disso, aumentou a importância da aprendizagem e há uma grande demanda por bem-estar e por comunicação transparente e com significado”, explica ele.

Os resultados do estudo mostram ainda que alguns valores como atingir objetivos, crescimento da empresa, ética, assumir riscos, agilidade e alianças estratégicas não estão sendo mais tão prioritários durante a pandemia. Caio Brisolla, sócio da Culture for Performance, afirma que “neste momento delicado, as empresas estão assumindo poucos riscos e as decisões são mais lentas. Os objetivos para o ano tendem a ser revistos e a agenda de crescimento perdeu força. Por outro lado, alguns itens que às vezes geram dispersão de energia dentro das organizações perderam força, tais como: burocracia, controle, hierarquia e feudos”.

Adicionalmente, o material deixa claro que alguns outros temas ganharam muita importância agora durante a crise da Covid. “Ampliando a análise, podemos notar que administrar bem sob pressão, colaboração entre grupos, engajamento dos funcionários e trabalho em equipe se tornam mais importantes”, afirma Loyola.

A pesquisa da Grant Thornton Brasil e da Culture for Performance também identificou quais são os valores que as empresas julgam mais importantes pós Covid. Adaptabilidade permaneceu na liderança, agora com 52%. Contudo, alguns valores mudaram na escala de prioridade, em comparação com o cenário agora durante a pandemia. Bem estar subiu para a segunda colocação, com 30%, por exemplo. Veja tabela abaixo:

Uma das conclusões interessantes do estudo é que boa parte do aprendizado das empresas durante a Covid contribuirá para a retomada após a pandemia. A pesquisa aponta que seis dos valores mais vivenciados durante a Covid também são requisitados após a crise: adaptabilidade, bem-estar, conectividade digital, aprendizagem contínua, atitude positiva e comunicação aberta.

Mas, também há lição de casa para os líderes. O sócio da Culture for Performance, Caio Brisolla, explica que “os desafios impostos pela pandemia mostraram que as lideranças precisam ser desenvolvidas para se adaptar ao ‘novo normal’ e que não é mais possível contar apenas com suas experiências passadas. Também há uma clara demanda para que as organizações sejam mais humanas e se preocupem genuinamente com o bem estar das pessoas! Paralelamente, as empresas vão precisar investir mais consistentemente em melhorias e cada vez mais buscar soluções criativas, principalmente para situações inusitadas, diferentes”, afirma.

Informações sobre a amostra:

Amostra: 2.100 respondentes (Brasil)

Período de coleta: 19/Jun a 30/Jul/20

Faixa etária (geração): Z, Y, X e Baby Boomer

Nível hierárquico: estratégico, tático e operacional

Porte da empresa: pequena, média e grande

Origem do capital: nacional x multinacional

A Grant Thornton é uma das empresas de auditoria, tributos, consultoria, transações e BPS, com presença em mais de 140 países e um time de mais de 56.000 colaboradores. No Brasil, está presente nos 10 principais centros de negócios do país, atendendo empresas nas mais variadas etapas de crescimento, desde startups a companhias abertas. Com uma forma de trabalho customizada, combinando excelência, relacionamentos produtivos e custo benefício, a Grant Thornton tem como objetivo desbloquear o potencial de crescimento das empresas. Firma-membro da Grant Thornton International Ltda., conta com uma equipe de especialistas experientes e equipes multidisciplinares e acesso global às mais variadas metodologias, ferramentas e profissionais da rede global da Grant Thornton.

A Culture for Performance é uma empresa especializada em treinamento e consultoria na área de diagnóstico, gestão e transformação de cultura organizacional. É a maior empresa brasileira de certificação na metodologia internacional criada por Richard Barrett para análise de cultura tendo certificado quase 400 profissionais no Brasil e América Latina. Na área de consultoria, a Culture for Performance já realizou mais de 30 projetos em empresas de diversos portes e segmentos no Brasil e na América Latina.

 

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório

Agenda & Eventos