Destaque Mercado

Microsoft agradece à Nuvem pelo balanço positivo

Ano fiscal começou bem, com a receita de Cloud comercial gerando mais de US$ 15 bilhões no trimestre

A Microsoft anunciou resultados positivos no primeiro trimestre de seu ano fiscal de 2021 (julho a setembro), com destaque para a receita de Nuvem comercial, que cresceu 31% em comparação ao mesmo período do ano passado. A receita foi de US$ 37,3 bilhões, um aumento de 12%, e o lucro líquido somou US$ 13,9 bilhões, com crescimento de 30%.

“A próxima década de desempenho econômico para todas as empresas será definida pela velocidade de sua transformação digital”, disse Satya Nadella, CEO da Microsoft. “Estamos inovando em todo o nosso stack de tecnologia para ajudar os clientes de todos os setores a melhorarem o tempo de obtenção de valor, aumentar a agilidade e reduzir custos”, afirmou.

“A demanda por nossas ofertas de nuvem impulsionou um forte início do ano fiscal, com nossa receita de Nuvem comercial gerando US$ 15,2 bilhões, um aumento de 31%”, disse Amy Hood, vice-presidente executiva e diretora financeira da Microsoft.

A área de Intelligent Cloud teve incremento de 20%, somando US$ 13 bilhões, com destaque para a receita de produtos de servidor e serviços em Nuvem  

De acordo com o balanço divulgado, a receita de produtos e serviços em Nuvem do Office Commercial aumentou 9%, impulsionada pelo crescimento da receita do Office 365 Commercial, que foi de 21%. O Microsoft 365 Consumer cresceu 13%, somando agora 45,3 milhões de assinantes. A receita do LinkedIn aumentou 16%. A receita de produtos Dynamics foi 19% maior, impulsionada pelo crescimento de 38% na receita do Dynamics 365.

A área de Intelligent Cloud teve incremento de 20%, somando US$ 13 bilhões, com destaque para a receita de produtos de servidor e serviços em Nuvem, que aumentou 22%, impulsionada pelo crescimento de 48% do Azure.

Os negócios em Computação Pessoal cresceram apenas 6%, com receita de US$ 11,8 bilhões, com destaque para uma queda de 5% na receita de OEM do Windows. Por outro lado, a receita de produtos comerciais do Windows e de serviços em Nuvem aumentou 13%. A receita de conteúdo e serviços do Xbox foi 30% maior no período.

Novidades
De olho nas vendas de fim de ano, a Microsoft está se preparando para lançar seus consoles Xbox Series X e Séries S de próxima geração no início de novembro. Os consoles complementam o serviço de streaming de jogos xCloud, lançado no mês passado, e os esforços contínuos da empresa com o Xbox Game Pass, que segundo a empresa possui em torno de 15 milhões de assinantes.

A Microsoft parece estar otimista com a demanda pelos consoles Xbox Series X e S. “Esperamos uma demanda muito forte após o lançamento de nossos consoles Xbox Series X e S de próxima geração”, disse o CFO da Microsoft, Amy Hood. Essa demanda deve impulsionar o crescimento da receita de hardware em torno de 40% no próximo trimestre.

Serviço
www.microsoft.com

 

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório

Agenda & Eventos