Gestão

Mandic Cloud: dicas para um ambiente de trabalho remoto

Diante de uma nova e repentina realidade, a empresa aponta algumas ações para enfrentar esse desafio com segurança e eficiência

Nos últimos dias, a rápida disseminação da Covid-19 no Brasil, obrigou muitas companhias a se adaptarem rapidamente a uma nova realidade, oferecendo aos trabalhadores a opção do trabalho remoto, ou como é conhecida na língua inglesa, home office, para prezar pela segurança e saúde. No entanto, nem todas estavam preparados para atuar nesse novo formato, enfrentando alguns desafios relacionados à implementação de soluções de mobilidade para acessar informações e sistemas com um adequado nível de segurança e eficiência.

Atualmente, existem diversas maneiras de se conectar pessoas ao ambiente corporativo para o trabalho remoto. As opções incluem desde a conexão, por meio de túneis seguros – VPN, para trafegar as informações e acesso a implantações, até a total virtualização das estações de trabalho, que permitem acessar seu ambiente de qualquer computador. Para que a empresa escolha qual solução adotar, é necessário analisar sua arquitetura e os tipos de aplicações e dados que precisam ser acessados remotamente.

Para que seja bem-sucedida, é fundamental que a empresa conte com o apoio de um parceiro que tenha uma metodologia e framework de adoção muito claros, sólidos e consistentes e que sejam entregues com base em um conjunto documento de melhores práticas

Nesse cenário, Alexandre Martinez, diretor de Negócios da Mandic Cloud Solutions, especialista em gestão de cloud corporativa, aponta algumas dicas para driblar os desafios.

Considere a arquitetura existente. Antes de tudo, é muito importante que as implementações estejam alinhadas à arquitetura já existente da organização, ou permitam ajustes para uma arquitetura escalável, para evitar o risco de investimentos repetidos.

Pense na integração de ambientes. Independentemente desse momento de contingência, um modelo de utilização de cloud que integra ambientes híbridos, envolvendo o gerenciamento de ambientes on premise, em cloud privada e cloud híbrida, é o mais eficiente, pois permite gerenciar a melhor combinação de custo-benefício em uma jornada de migração para a nuvem.

Esteja atento à segurança da informação. Há um fator importante das próprias empresas terem seu processo de governança em relação a acessos. Atualmente, as soluções de Segurança em Nuvem estão muito sólidas e estruturadas, mas assim como no ambiente on premise, as empresas são responsáveis por utilizar essas soluções da forma mais eficiente para seu tipo de trabalho. O agravante do trabalho remoto, se não for bem seguro e controlado é permitir que informações possam ficar expostas ou sejam utilizadas de outra maneira. No ambiente remoto, é necessário ter os mesmos controles e cuidados para evitar qualquer exposição.

“Enxergamos a migração de ambientes para a nuvem como uma jornada que inclui fatores como tempo, riscos, segurança e fatores tecnológicos. Para que seja bem-sucedida, é fundamental que a empresa conte com o apoio de um parceiro que tenha uma metodologia e framework de adoção muito claros, sólidos e consistentes e que sejam entregues com base em um conjunto documento de melhores práticas”, afirma Martinez. “Essa combinação permitirá que a empresa possa focar em seus desafios de negócios e que o parceiro realize a migração totalmente alinhada a estes objetivos”, conclui o executivo.

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório

Agenda & Eventos