Tendências

KnowBe4 lança ferramenta gratuita para prevenir ataques em sistemas de múltipla autenticação

Nova solução tem o objetivo de capacitar profissionais a encontrar vulnerabilidades e brechas, evitando ataques e roubo de dados

A KnowBe4 lança mais uma ferramenta gratuita para sua empresa medir quão vulnerável está: o Multi-Factor Authentication Security Assessment (MASA). A empresa global em security awareness quer ajudar sua organização a planejar estratégias de autenticação multifator mais eficazes. Isso porque cerca de 48% das violações digitais não são evitadas mesmo fazendo uso do sistema de segurança, de acordo com o relatório da Deloitte “Apontando Ameaças Cibernéticas”.

“A ferramenta é um instrumento para auxiliar as organizações a fazerem uma análise geral sobre a própria performance e encontrar possíveis brechas em seus sistemas de segurança, revelando como a autenticação multi-fator pode ser hackeada de várias maneiras. A partir do fornecimento dessas informações, esperamos contribuir diretamente nas decisões que serão tomadas quando se trata de segurança”, afirma Roger Grimes, responsável pelo desenvolvimento do novo produto e Evangelista da KnowBe4.

É válido lembrar que em 2020 a Lei Geral de Proteção de Dados passa a valer em todo o território brasileiro. Empresas com banco de dados vulneráveis e/ou expostos podem receber advertências, serem penalizadas e até receber multas de até R$ 50 milhões  

A autenticação multifator é um sistema que cria novas senhas, em geral temporárias, para acessar diferentes serviços. Por exemplo, se a senha do seu e-mail for exposta em algum vazamento de dados, o atacante precisaria desses novos padrões para conseguir acessar suas informações. Mas existem diversas maneiras para burlar a autenticação multifator e o MASA identifica se isso está acontecendo em sua organização.

Atualmente a KnowBe4 possui 15 ferramentas para uso gratuito. Elas abordam diferentes vertentes da segurança da informação: de redes sociais a réplica de domínio. O objetivo das free tools é garantir instrumentos para que os profissionais da área consigam medir o nível de risco da empresa e fornecer dados concretos para apresentar as vulnerabilidades para os executivos e argumentar uma boa defesa de orçamento para a área.

É válido lembrar que em 2020 a Lei Geral de Proteção de Dados passa a valer em todo o território brasileiro. Empresas com banco de dados vulneráveis e/ou expostos podem receber advertências, serem penalizadas e até receber multas de até R$ 50 milhões. A negligência quanto ao treinamento dos colaboradores é um ponto a ser considerado na sanção a ser aplicada na empresa.

 

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório

Agenda & Eventos